sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Fora da Cesta, por Bruna Severo

Odeio basquete. De todos os esportes coletivos, certamente é o mais sem graça que existe. Não consigo ver nem mesmo nas Olimpíadas para dar apoio moral ao Brasil, até porque, segundo o Fábio me contou, os rapazes não freqüentam a Vila Olímpica desde a época do Oscar, que hoje deve ter os seus 65 anos. Nem mesmo pelo Flamengo, meu time de coração, assistiria a uma partida de basquete. E olha que ultimamente seria bem melhor torcer para o time flamenguista no esporte da cesta do que no esporte do gol.

Minha única relação com este esporte se dava durante as aulas de Educação Física na escola, quando, certa vez, do alto dos meus 1,58m, consegui praticamente romper um dos ligamentos do pé na tentativa de seguir rumo à cesta.

Mas como não sou uma pessoa intransigente, a paixão do meu amigo Fábio Balassiano pelo basquete me fez considerar a possibilidade de dar umas olhadelas em alguns jogos para tecer comentários aqui no Bala na Cesta.

E quero começar falando um pouco do primeiro jogo da Copa América: Brasil xPorto Rico.

1) Só consegui assistir a dois quartos do jogo. Resisti bravamente, mas alternando entre os discursos da Assembléia Geral da ONU e o jogo do Fluminense. OK, aceito o argumento de que nada disso era, de fato, melhor que o jogo de basquete.
2) Que preguiça desse time de Porto Rico! Impossível avaliar o desempenho das meninas do Brasil em relação às moças porto-riquenhas. Um horror!
3) Hortência e suas belas unhas cor-de-rosa A-R-R-A-S-A-R-A-M!
4) A menina da faixinha branca (Kelly), que tem dois metros de altura, é ruim assim sempre? Jesus, difícil acertar a cesta. Faz jus ao nome desta coluna!
5) Palmas para a Adrianinha. Na minha avaliação, a melhor em campo. Ou melhor dizendo, em quadra.

E um desabafo: não entendo qual é o parâmetro para a marcação de faltas no basquete. Pô, um bando de homens e mulheres gigantescos que não podem nem se encostar. Tudo é falta. Tudo é lance-livre. Tem que ter porrada e bola na cesta!

33 comentários:

Pedro Trindade disse...

Prezada Bruna,

primeiro de tudo: CALMA !!

garanto que se vc começar a acompanhar mais o basquete e entender a regra vai ver que é muito mais legal do qualquer outro esporte. quer ver ? vamos comparar com a paixão nacional (já criando polêmica)...

- no basquete não tem placar de 0x0
- no basquete não tem a chamada cera nos ultimos minutos, com jogador caindo em campo durante meia hora até a maca entrar...
- no basquete não ganha quem joga pior, NUNCA!
- no basquete dificilmente o "personagem" do jogo é o juiz... Na NBA, por exemplo, se uma jogada é duvidosa o juiz pode parar tudo e consultar o replay, ao invés de terminar o jogo com um vencedor injusto (se tivessemos isso no futebol o seu Flamengo ia ter perdido metade dos titulos que conquistou)

e olha que eu to falando isso pq sou fanático por futebol e assisto no minimo uns 3 jogos de futebol por semana (2 do meu time e outro de futebol europeu - as vezes até paro pra secar os rivais também)

só para finalizar tudo... uma coisa eu te garanto: entre assistir uma partida entre duas equipes ruins de basquete e duas ruins de futebol (tipo jogo zero a zero ou jogo retrancado)... com certeza a de basquete vai ser mais divertida, ao menos vai ter umas bolinhas de 3 pontos, uma ou outra enterrada e algum showzinho... por pior que seja o jogo


Brincadeiras a parte...

Saudações e bem vindo ao mundo do Basquete e ao Bala na Cesta !!

Pedro Trindade

fábio balassiano disse...

muito bem, pedro.
gostei do comentário!

abs, fábio.

Anônimo disse...

adorei a bruna!
ela é mais ácida que o bala.
continue assim.
será bem divertido ler aqui
ahahahahaha
e, respondendo a sua pergunta, a kelly sempre foi assim: gorda e ruim. mais gorda que ruim...

parabéns!
antonio régis

rao* disse...

haha, ateh quem não manja de basket ta vendo o bom basket da Kelly atualmente /= Erika fazendo falta...

De fato, surpresa curiosa e engraçado Fábio xD

apareça mais vezes Bruna xd

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
fábio balassiano disse...

dan, críticas são bem-vindas, mas você não precisa ser machista e nem pouco educado para desqualificar qualquer coisa.

abs, fábio.

Felipe Modesto disse...

Fabio, seu blog é a minha maior referencia para informações e opinioes sobre o basquete.
Sou estudante de Jornalismo e apresento um programa esportivo na Tv da minha cidade e quando tenho que falar de basquete recorro ao Bala.
Ah, queria só deixar que não gostei dessa coluna não, ou talvez não tenha entendido o propósito.
Se não entendi, desculpe minha ignorancia. Do contrario, é só opiniao de um leitor e fã seu cara!!!
Abraço

Anônimo disse...

Várias vezes ouvi reclamações sobre técnicos pouco qualificados treinando na base... fico surpreso por você Fábio, colocar uma pessoa que pouco conhece do nosso esporte para tecer comentários. Entendo que é para mostrar a opinião de alguém de fora do mundo do basquete mas estamos num momento aonde não podemos mais ter pessoas avacalhando com o basquete. Não quero de maneira nehuma desrespeitar a Bruna, mas acho que aqui é o local para debatermos de maneira clara sobre qualquer assunto em prol do basquete e não tecer comentários sobre as unhas da Hortência... isso não têm coerência. Boa sorte para todos nós do basquete

fábio balassiano disse...

Oi, felipe, valeu pela força.
a intenção de trazer a bruna para cá foi colocar uma visão engraçada sobre a modalidade.
acho que um pingo de humor não faz mal a ninguém.
este espaço continuará com notícias, análises, entrevistas, tudo mais.

creio, sinceramente, que quanto mais coisas eu puder agregar aqui, é melhor para todo mundo.
é bom conhecer os jovens valores (muito prazer), resgatar os veteranos (do baú), ouvir quem entende do assunto (entrevistas) e, por que não, rir um pouco.

é assim que vejo as coisas, sinceramente.

a intenção, de novo, é trazer alguém com uma visão diferente e cômica do basquete.
nos sites americanos e até no bola presa, ótima leitura também, isso já acontece.
Mas fiquem à vontade.
abs, fábio.

giulianodeliberador disse...

Já que o blog é algo mais livre, não um jornal sisudão, gostei da chegada da Bruna! Welcome!
Ah, gostei especialmente da parte da porrada!!!!!

fábio balassiano disse...

anônimo das 10:10, respeito sua análise, mas em nenhum momento a bruna avacalha com nada.

ela apenas brinca com a situação.
meu deus. o sportv abre espaço em sua grade para um ótimo programa humorístico, o "pisando na bola".
tudo tem o seu espaço.

acho que este blog, e a modalidade de um modo geral, não pode se contentar com opiniões e vozes apenas dos que conhecem.
se temos 170 milhões de treinadores de futebol na rua é, simplesmente, porque o futebol é popular.
temos aqueles que entendem, e aqueles que não, mas todo mundo opina, e brinca.

se quisermos ver o basquete ser grande novamente, temos que ler o rodrigo alves, que entende muito, ler o melchiades, o que mais sabia e que parou, e rir com as coisitas da bruna.

é assim que vejo as coisas.
agregar nunca é demais. rir faz bem!
fábio.

fábio balassiano disse...

valeu, giulianodeliberador. há muito não o via por aqui, na caixinha!
é justamente isso que quis explorar.
se o blog não tem "limites" físicos, acho que podemos explorar tudo por aqui.
há espaço e seções infinitas.
tudo o que eu puder fazer para potencializar o produto basquete no bala na cesta, vou fazer.

acho que você captou a mensagem!

abs, fábio

fábio balassiano disse...

felipe, me passa um email, por favor?
quero conversar com você.
fabio.balassiano@gmail.com

abs, fábio

Roby Porto disse...

Seja bem vinda Bruna!
Nesse árido cenário do basquete feminino, e com blogs lotados pela nossa raivosa visão machista, é sempre bom ter uma pitada de humor delicado pra gente dar uma desencanada.
Só uma coisa: cuidado, isso vicia!
abs

Anônimo disse...

KKKKKKKKK, ela não entende mesmo ou finge que não entende?
Adorei a referência "A menina de faixinha branca". Eu falava a mesma coisa da Paula, quando comecei a acompanhar basket.
Também não entendia nada dos critérios para marcação de faltas no início. Se bem que não entendo isso até hoje e acho que os arbítros também não, hehehe.

Heverton Elias

Anônimo disse...

desculpe pelo acento no "ì" de árbitros, esqueci que toda proparoxítona é acentuada (acento é com "c" ou com dois "s"?)

Heverton Elias

Magal disse...

Hauauauaua Muito bom !!!! ela parece minha namorada e minha mãe quando fala de basquete aqui em casa rsrsrsrs, muito legal a proposta Bala com certeza vai render boas risadas, e seja bem vinda Bruna !! e pode ter certeza que daqui a uns 3 meses vc ja ta viciada em basquete sem duvida !! rsrs
Abs a todos...

fábio balassiano disse...

valeu, roby!
a bruna, em breve, estará comentando os jogos no sportv ao seu lado.
garanto que seria, no mínimo, divertido!

abs, fábio

fábio balassiano disse...

Heverton Elias, a bruna diz que não entende...
mas até que conhece alguma coisinha, né!

abs, fábio

fábio balassiano disse...

magal, muito bom o seu comentário.

gostei bastante.
sempre o que for para acrescentar é válido.

abs, fábio

RASBRITO disse...

Era pra ser engraçado?

Sinceramente, não vejo o menor sentido em uma participação desse tipo.. não interessando se é uma mulher, homem ou extra-terrestre..

Marcelo disse...

Pô, Bala! Coloca uma foto da Bruna aí hehe...
Mas falando sério, ou tentando, a iniciativa foi válida. É legal ver gente dando pitacos em assuntos que não tem o domínio. Ela parece meu pai ao assistir jogos de basquete: se um time chega a abrir 8, 10 pontos, ele diz: pode trocar pro futebol que aí não vai ter nem graça.
Por ser a primeira experiência, sem dúvida alguma as próximas serão muito melhores. Abraço Bala. E bjo pra Bruna (com todo o respeito, obviamente).

Anônimo disse...

hahahahah...mto bom! aposto q o Fábio deu ótimas risadas desta matéria, assim como eu.hahahaha...
Por isso gosto e acompanho Bala na cesta. O Fábio até em suas críticas, demonstra humor! hahahah...

Henrique Lima disse...

Isso pq ela não viu os anos de "chumbo" do basquetebol masculino srrsssrsrsrrrs


Se ela chegasse dois anos antes, teria visto o Pre Olimpico de 2007 ...... putz, até que ela poderia ver reprises, seria interessante srrsrrsrs

Muito boa a coluna !

Parabens !

Anônimo disse...

Belo codinome vc criou para si, sr Bala.
Dando uma de Fernado Pessoa?????

boa tirada, mas s eacontecer sempre fica repetitivo

**QUEQUEL** disse...

Para alguem que odeia basquete... voce pare entender muito mais do que esses caras que escreveram seus comentarios aqui na caixinha...
Ah... e a Kelly só tem altura mesmo, não acerta nada, é um absurdo errar tanto, se fosse futebol a torcida ja tinha acabado com ela na vaia... é uma calamidade deixar boas jogadoras fora da seleção e colocar a Kelly e Mama para jogar... e principalmente como titulares...

Mas Parabêns, otimas observações...Espero ver mais essa coluna por aqui...

bjs

Fábio Barcelos disse...

Parabéns pela iniciativa Bala.
Uma visão diferente e bem humorada não desmerece em nada a credibilidade e o rico conteúdo deste blog. Diversidade já!

Fábio Barcelos - ABASCA

ricardo disse...

Muito legal, mostra o que boa parte do público brasileiro pensa do basquete, uma vez que são poucos que acompanham. O fato de ser mulher tambem é interessante já que o basquete no Brasil é tatado como "esporte de menino" por ter muito contato.
Parabéns pelo blog e pela coluna!

Jalber Rodrigues disse...

hehhehehehehe...primeira opinião foi... Fábio ta maluco??!!
Depois pensei melhor...`
É, legal, são tantos que odeiam o basquete!!! por que não uma opinião de quem detesta o grande jogo... melhor ainda Bruna será a prova real de que o basquete é um esporte apaixonante e vamos colocar em aposta aqui quanto tempo a bruna muda de ideia?!! Em quanto tempo ela vai abrir uma matéria dizendo eu amo o basquete!!!
Alias tenho vários exemplos entre meus alunos que hoje são apaixonados pelo basquete que diziam... basquete? aquela chatisse!!!
então aposta lançada!!!
quanto tempo veremos a bruna mudar de ideia!!!
hahahahahha
abraço fábio
bjo bruna

fábio balassiano disse...

valeu, galera, é isso mesmo!
ao anônimo que não acredita que a bruna existe, em breve uma foto dela por aqui.
e tem mais: eu não mentiria criando um personagem.

abs, fábio

Anônimo disse...

a para vai assitir volei então !
se liga !
vc é um horror !
faz um favor pra quem gsota de basket ! fica longe ! tah !

Victor Dames disse...

Se alguém quiser ver qualquer modalidade esportiva como algo tão sisudo, capaz de definir os rumos da humanidade, que vá ver xadrez.

Bom humor é fundamental, sem ele todos nos trataríamos como bichos, sem o mínimo de cordialidade. Aposto que quem está reclamando da Bruna não dá sequer bom dia no elevador...

Fora que mesmo não sendo fã (segundo a própria), ainda, já demonstrou conhecimento muito maior que certos "entendidos"...

Liga não Bruna, estamos aí pra rirmos e chorarmos (de rir também) com você.

Bem vinda!

Abraços!

Márcio disse...

Bruna , parabéns pela sua visão do jogo . Você enxergou coisas que muita gente que está há mais 20 anos no basquete não consegue ver . Esqueça que o Pedro falou sobre o Flamengo , ele deve ser um dos eternos chorões que se esquecem de verificar os títulos conquistados pelos seus times , afinal de contas, o Flamengo é o inimigo a ser batido (sempre foi).