quinta-feira, 5 de março de 2009

A hora de Baby

Baby terminou a partida de domingo com 20 pontos, sete rebotes, 30 minutos, gelo na cabeça e duas garrafas plásticas para conter o surreal calor do ginásio do Tijuca após a vitória do seu Flamengo sobre o Bauru. O curitibano de 28 anos tem uma história peculiar: saiu cedo do Brasil, foi estrela de uma universidade nos EUA (a BYU, onde registrou duplo-duplo de média) e foi escolhido em oitavo pelo Toronto Raptors. A partir daí, tudo ruiu. Seu desempenho nas duas temporadas com a franquia canadense foi pífio (3,3 pontos e 3,1 rebotes em 2004-2005, e 2,3 pontos e 2,8 rebotes em 2004-2005), Rafael Araújo foi para o Utah, onde também não rendeu. Depois foi parar na Rússia, onde tampouco desenvolveu seu jogo. Decidiu voltar ao basquete brasileiro para reencontrar algo que ele nunca havia mostrado ao público daqui: seu talento e força física. Por enquanto tem dado certo. Com 15,5 pontos de média, o pivô é um dos responsáveis pela boa campanha rubro-negra. Entre uma foto e outra com a molecada que se esbaldava no braço musculoso e com o sorriso do jogador, ele conversou com o blog.

BALA NA CESTA: Está sendo mais difícil do que você esperava este começo?
BABY: No começo foi duro, sim. O esquema era diferente de tudo o que eu havia visto, e os atletas também eram novos para mim. Mas acho que tenho me adaptado bem, e aos poucos vou render melhor. Hoje foi um bom exemplo disso. Não defendemos bem na primeira etapa, mas voltamos focados e conseguimos a virada.

-- É inevitável falar com você e não mencionar a sua conturbada passagem pela NBA. Afinal, por que alguém que tinha ido tão bem no ano anterior em sua faculdade e que chegava com pompa para formar a dupla de garrafão com Chris Bosh não deu certo em Toronto?
-- A verdade é que não tive oportunidade no Raptors. A culpa toda, ao meu ver, é do Sam Mitchell (técnico do time na época). Ele tinha o controle da situação, e jamais deu uma oportunidade de mostrar meu jogo. Sinceramente não entendo o porquê até hoje. Todo técnico tem o seu jogador mais querido, ou aquele grupo em que ele confia mais, e eu não fazia parte de nenhum dos dois. Com ele ali eu sabia que não conseguiria atuar. Uma boa prova de como poderia render foi quando fui para o Utah Jazz e marquei muito bem o Tim Duncan nos playoffs contra o Spurs.

-- Você pensa em voltar para lá, né?
-- Penso em jogar no Flamengo e ser feliz aqui. Quando acabar o torneio eu vejo o que pode acontecer. Mas a NBA, claro, é algo que eu sempre sonho.

-- E este começo de NBB, o que tem achado?
-- Está sendo muito bom para todos. Os clubes têm mais exposição na mídia, os torcedores têm vindo com mais freqüência e até alguns jogadores mais conhecidos voltaram para o país, como foi o caso do Alex. Estou gostando, sim.

-- Mas, Baby, e os salários atrasados?
-- Isso é algo completamente novo em minha carreira, sem dúvida. Já são três meses, né...

12 comentários:

Anônimo disse...

Já que não recebe e tudo bem,por que não foi jogar em um timé mais fraco para ajudar a Liga .
Ele sabia desde o início que não ia receber nada e não vai receber.a liga poderia ter colocado ele em um timé fraco.
Este tipo de atitude de não pagar e um absurdo.
O babo ta rico e os outros coitados?

Anônimo disse...

Bruno

Baby talento? Devagar Bala,contra que pivots ele joga aqui-Luiz Fernando(???)Estevam(????)Filé(???)Drudi(não é pivot) Shilton,2,00m.Só faltava não fazer adiferença.

Guilherme disse...

Não vejo nenhuma evolução no jogo dele, da época da NBA para hoje. É o melhor 5 do NBB, mas um jogador mediano no plano internacional. Aqui ele tem que se destacar, porque joga em uma liga em que apenas um pivô (Murilo), tem condições de travar um duelo equilibrado com ele.

Clovim disse...

Pelo que me consta, o Baby recebeu seu salário adiantado para poder jogar pelo Flamengo... Por isso, ficou aquele imbróglio de ele jogar ou não!!!! Mas aí, conseguiu fechar acordo e recebeu Janeiro e Fevereiro adiantado!!!!

Os 3 meses são do resto da equipe que se não me engano, devem ter recebido ontem juntamente com a turma do Futebol, pelo menos DEZEMBRO!!!!

Um abraço!!!!

Belotts disse...

Bala, mudando de assunto um pouco..

O André Almeida, Pivo de 2,09 e 20 anos, que jogava pelo Paulistano aqui em São Paulo foi eleito melhor Novato e MVP da Temporada na Confereência Western do Jr. College.

Esse é um craque, e é legal ficar de olho....se estiver bem de saude, vai dar o que falar no basquete Mundial.

Abs

Anônimo disse...

Andrezao???????
Deixa chegar em outubro para ver se o joelho dele não estoura outra vez.o cara ta enorme e o joelho dele não agüenta.

Anônimo disse...

Quanto ao baby,quem assistiu na tv o jogo inicial da liga contra o pinheiros viram o Josuel acabar com ele,a técnica acabou com a força ,

André Amaral disse...

Com 4 mêses se salários atrasados, o Flamengo busca solução para a crise financeira que assola o time líder da LNB e finalista da Liga Sul-Americana de Basquete.

Segundo o jornal O Globo, o vice-presidente interino de Esportes Olímpicos, João Henrique Areias busca resolver esse problema em três frentes.

1 -Negociação com uma prefeitura do interior fluminese, que seria Nova Iguaçu, para levar alguns jogos da equipe durante o Campeonato Brasileiro Masculino de Basquete em troca de um patrocínio mensal de R$ 250 mil até junho.

2 - Com o imbroglio envolvendo a Petrobras, a diretoria ja deu sinal verde para tentar buscar no mercado um patrocinador exclusivo de camisa para a equipe de basquete.

3 - A torcida do Flamengo salvaria o time, ajudando a saldar parte das dívidas dos salários. Para isso, pra isso, Areias trabalha uma negociação com a Suderj para a liberação do Maracanãzinho durante grandes jogos do Flamengo. Seria acompanhada de uma campanha de marketing para convocar torcedores a lotar o ginásio e apoiar a equipe.

Segundo o jornal O Globo, Areias conta que levou sete pessoas para trabalhar gratuitamente pelo clube, tentando ajudar em todas as frentes.

Uma delas é o diretor de basquete, Ary Vidal, nome emblemático no esporte, o que daria uma certa crediblidade ao basquete Rubro Negro.

Anônimo disse...

O Baby é meia trava...nem venha me dizer que ele tem talento isso e aquilo...como disse o colega, ele tem obrigação de "jogar bem" nesse nível pífio dos nossos "5"...
Internacionalmente todos sabem o resultado...mediocre!!!
E agora vem meter a boca no Sam Mitchel...ele teve oportunidade sim...e era bizonho quando estava em quadra...amarelão!!
Aliás...desde a época de São José do Rio Preto ele arrebenta nos treinos e peida na tanga nos jogos!!!
Abç

Belotts disse...

Cara..o Anônimo que falou Do André...

ele ja ta fora do Brasil faz 6 meses...e desde que voltou a jogar ja perdeu quase 20 KG....pelo contrario acharia dificil ele ganhar esses premio onde o basquete é em um nivel muito maior do que Caue de Franca e Betinho de Limeira que tds gostam tanto estão jogando....

Anônimo disse...

O Andre era um TALENTO e agora virou TA Lento.....
e em outubro nos falamos sobre o joelho se estourou ou nao.

Carlos disse...

esse deve ser provavelmente um mlk que tomou uns 10 tocos dele no infantil hahaha

o mlk é mto bom...se estiver com saude mesmo é um craque...

torço pra q ele se de bem....

abs