quarta-feira, 30 de junho de 2010

O MVP fala - Parte 2

Não leu a primeira parte da entrevista de Tiago Splitter? Clique aqui.

BALA NA CESTA: Aqui no Brasil, você é visto por torcedores e pela crítica especializada como um exemplo de atleta, já que nunca recusou uma convocação para a seleção. Como é a sua relação com o time nacional, e qual a expectativa agora para o Mundial da Turquia?
TIAGO SPLITTER: Sempre gostei de defender a seleção brasileira. Tenho vários amigos no time, e a gente se diverte jogando. Poder representar o seu país é a melhor coisa que existe para mim, não resta a menor dúvida. Conversei com o técnico Rubén Magnano sobre a minha data de apresentação, que deverá ser atrasada devido ao casamento e lua de mel, mas uma coisa é certa: vou estar na Turquia. Estou muito motivado e espero ajudar. Estamos em um bom momento, com um ótimo técnico e um grupo excelente de jogadores. Agora, é mostrar na quadra. O basquete do Brasil precisa desses resultados, e vamos fazer de tudo para conseguir. Sobre o carinho do público brasileiro, eu sinceramente agradeço, porque sei que é sincero.

-- Comenta-se muito por aqui sobre uma acirrada briga por posição entre você, o Nenê e o Anderson Varejão. Você já chegou a pensar sobre isso?
-- De verdade, não. Não penso nisso em momento algum, e isso é decisão do técnico. Vou esperar, e acho que ninguém tem que se preocupar com isso. Temos que nos orgulhar de termos vários bons jogadores para a mesma posição, só isso. Isso é seleção brasileira. Sabemos que fazemos parte de um grupo cheio de estrelas, e ninguém pode ficar chateado por ficar no banco.

-- Falando em seleção brasileira, você conviveu bastante com o Marcelinho Huertas no Caja Laboral. Como foi a temporada dele por aí?
-- Cara, vou te dizer uma coisa: o Marcelinho não tem todo o reconhecimento que deveria ter. Ele é um grandíssimo jogador de basquete e está jogando um bolão. Ele se contundiu no começo da temporada, mas quando voltou a jogar, o técnico botou literalmente o time na mão dele e deu no que deu. Ele tem um lindo futuro pela frente, mas com certeza já é um dos maiores armadores do Brasil. Ter vindo para o Baskonia foi muito bom para o Huertas, porque ele sempre teve muita velocidade, nunca teve medo, mas jogando em um time de ponta ficou mais maduro. Feliz por ele, porque ele é um belíssimo jogador.

-- Termino fazendo duas perguntinhas em uma. Você não parece ser um cara que traça metas de longo prazo, certo? E a segunda: talvez a melhor temporada de sua carreira tenha vindo um ano depois da morte de sua irmã, Michelle. Como foi aquele momento, e como foi colocar a cabeça no lugar depois de uma perda tão forte para você?
-- Cara, eu traço metas, mas de curto prazo. Penso no próximo ano, em nada muito longo. Sempre fiz assim, deu certo, não vou mudar. Sobre a Michelle, ela foi e sempre será meu maior exemplo de motivação e superação, tanto no momento em que ela lutou contra a doença dela quanto pelo que ela falava para mim naqueles momentos tão duros. A Michelle só queria ser feliz dia após dia. Isso é o importante, e é o que desejo.

19 comentários:

Anônimo disse...

esse maluco nao existe, cara.
olha o que ele fala da seleção, da michelle, de tudo

parabéns bala. nunca tinha visto o tiago tão, digamos, "nu" em em uma entrevista. nunca tinha ouvido ele falar do tal iñake também!

show de bola.

edu

Técio Martins disse...

Parabéns, Bala. Muito boa a entrevista. Como o edu falou aí acima: nunca tinha visto o Splitter numa entrevista dessas por aqui. Só em site gringo mesmo.

Enfim, parabéns a ele também que é foda!

fábio balassiano disse...

valeu, técio e edu.
achei o papo bem legal mesmo.
fico feliz que vocês tenham gostado.

abs, fábio

Anônimo disse...

Bala,

Parabens pela entrevista!!!!

Vc fez por telefone ou por mail?

Flavio Cardoso

fábio balassiano disse...

fala, flavio.
foi por telefone (a conta vai vir salgada, mas por um bom motivo).

em geral, entrevistas por email são muito frias, né?

abs, fábio

Henrique Lima disse...

Genial, genial !

Este é o exemplo de cara que tento passar pros meus atletas.

Esse é o exemplo que tem que ser seguido.

Sou fã deste cara. Seria um prazer conhece-lo e espero que consiga nessa passagem da Sel. no Brasil !

Parabéns Fábio, essa entrevista é mais do que show de bola.

Anônimo disse...

me emociona como ele fala da Michelle! Eu morei com ela e sei que ela está olhando por ele e toda a familia! Parabens Tiago vc é um grande jogador, mas acima de tudo uma ENORME pessoa!

Duda 11 disse...

Parabéns pela entrevista Bala, um papo bem legal mesmo! Nós temos que enxergar o Splitter hoje como um dos grandes pivôs do basquete mundial, sem qualquer complexo de inferioridade!
Abs

fábio balassiano disse...

valeu, henrique e duda11.
obrigado mesmo.
o splitter é ótimo mesmo.

abs, fábio

AURELIANO disse...

Excelente trabalho , Fábio.
Uma das melhores entrevistas que li nos ultimos tempos , quanto orgulho nos dá o Tiago nos mostrando o carater e dedicação que mostra ao basquete, família e seleção.Um exemplo a ser seguido pelos novos atletas do Brasil. OBRIGADO TIAGO.

Anônimo disse...

PArabéns pela entrevista!!! Esse deveria ser o grande ídolo do nosso basquete. Um dos maioers pivôes do mundo na atualidade, um dos maiores pivôs/jogadores brasileiros de todos os tempo e uma pessoa sensacional. E os aras ficam endeusando Oscar, Marcelinho... Tenham dó... Esse é o cara. Esse tem que ser exemplo pra toda a garotada, em todos os sentidos. Parabéns, Tiago!

pedro disse...

Parabens a você Fabio, e ao Splitter, grande caráter!

RAO* disse...

Concordo com tudo o que o pessoal falo em cima, Splitter é um dos melhores pivos do mundo e uma excelente pessoa, nem consigo acreditar que de 30 times na NBA ele vai parar logo no meu time... essa é a entrevista em que ele mais deixou claro sua ida a NBA, pelo visto só faltam detalhes para ele estar em San Antonio na próxima temporada.

Parabéns por tudo que já conseguiu Tiago! E boa sorte na NBA!

Parabens Bala, excelente entrevista!

fábio balassiano disse...

valeu, pessoal!
a todos aí pelo elogio.
o tiago é fera, feríssima!
ele merece.

abs, fábio

marcelo marques disse...

sem palavras bala parabens!!

só agora depois do jogo do brasil u 18 estou lendo com calma


acho q o tiago será mvp tb no mundial vamos aguardar

Paulo M. F. disse...

Bala, excelente entrevista, como sempre (sem dúvida vc é melhor jornalista que cobre basquete no Brasil). Sobre o Splitter dizer o quê? Ele é simplesmento o "dude"...

Anônimo disse...

Admiro muito a dedicação dele com a seleção brasileira, a midia e a CBB pucha um pouco o saco dos astros que estão na NBA (fizeram o jogo amistoso amigos do Leandrinho X amigos do Varejão) não tiro o merito dos que jogam na NBA serem grandes jogadores (Nene, Varejão e Leandribho), mas os mesmos que citei como exemplo não tem o mesmo amor e dedicação de vestir a camisa da seleção brasileira (O Splitter está na seleção há uns 7 anos). Imagino essa seleção em 2.016 (Olimpiada/Rio de Janeiro), acredito muito que com o Magnano esses gtandes jogadores vão trazer grandes conquistas pra nós brasileiro.

fábio balassiano disse...

valeu, paulo!
obrigado pelo elogio (fico bem feliz!)

abs, fábio

Vagner Vargas disse...

Grande Fábio, excelente a entrevista com o Tiago. Passou uma imagem muito boa dele.