sábado, 24 de julho de 2010

O estilo de Rubén Magnano

O esquema de treinos da seleção brasileira é claro: a imprensa entra nos primeiros cinco minutos e só volta nosdez minutos finais. É o estilo de Rubén Magnano, e não dá muito para contestar um campeão olímpico (na NBA, isso é muito comum também, diga-se de passagem). Na parte derradeira, porém, foi possível ver o argentino, na roda final com os atletas, falar: "É na defesa que se ganha esse jogo, é na defesa. Não são os tiros de três pontos que vão levar o Brasil ao título mundial. É a defesa! Vocês estão ouvindo?". E os jogadores balançavam a cabeça, ouvindo e assimilando o que o treinador dizia. Foi depois disso que o Bala na Cesta, ao lado do amigo Rodrigo Alves (do Rebote), conversou com um Magnano totalmente sorridente e afável.

BALA NA CESTA: Como foi esta primeira semana? Pelo que vimos nos últimos minutos de treino, a defesa é seu principal desafio aqui, não?
RUBÉN MAGNANO: Nestes primeiros dias vi um alto comprometimento e uma excelente atitude dos atletas. É óbvio que falta trabalho tático, técnico, mas isso vem com o tempo. Com este espírito, podemos ir longe, estou seguro disso. Sobre a defesa, eu sinceramente acho que é impossível vencer em nível internacional sem uma retaguarda forte. E os jogadores sabem disso. Além disso, minha ideia de basquete passa muito por um setor defensivo forte, bem armado.

-- Você tem visto o movimento dos outros times, certo? Os EUA perderam muitos atletas, a Argentina vem sem Ginóbili, a Alemanha não terá o Dirk Nowitzki. A tarefa da seleção brasileira fica menos difícil para trazer uma medalha?
-- Eu jamais me permito pensar assim. A melhor equipe é aquela que possui todos os atletas interessados, independente de valores. O pior que pode acontecer para um time é ter grandes nomes, e pequeno comprometimento.

-- Você já treinou alguma equipe em que este nível de comprometimento tenha sido baixo?
-- Não, eu não permito que isso aconteça. Comigo, ou o jogador está de corpo e alma nos treinos, na concentração, nos jogos e nas palestras, ou está fora. E acho que esse grupo assimila isso muito bem.

-- Houve técnico da seleção brasileira que tinha uma planilha com dados de como queria ver a seleção (neste momento, Magnano levanta a sobrancelha e se mostra surpreso). Exemplo: 100 touches, 16 erros por jogo etc. . Você possui uma idéia de como quer ver o seu time?
-- Olha, eu não sou estatístico, eu sou técnico. Nunca fiz uma planilha dessas, simplesmente porque não proíbo meus jogadores de nada. Se uma partida diz que temos que atirar 20 bolas de três pontos, vamos atirar. Mas com responsabilidade. Meus atletas entram em quadra sabendo o que fazer – eu não preciso ficar monitorando-os com números.

-- Você já pensou em como montar o seu garrafão com Splitter, Nenê e Varejão? Jogar com os três é impossível para você?
-- Impossível é uma palavra que eu não uso, mas digo a você que esta possibilidade é bastante difícil. Não sei o que vou fazer, e nunca digo aos meus atletas quem serão os cinco titulares. Além disso, se você for lembrar, o Luis Scola, em 2004, vinha do banco, e foi tão decisivo quanto o Manu Ginóbili nas Olimpíadas de 2004. No basquete, existem os que iniciam os jogos, e aqueles que terminam. É assim que penso.

-- Como estão os meninos que foram integrados à seleção (Raulzinho, Jordan e agora o Lucas Bebê)?
-- Olha, eles já estão totalmente integrados ao grupo. Nos treinos, trato a todos igualmente. Acho que esta é uma experiência espetacular para eles, que estão ao lado de atletas consagrados e experientes, e espero que sirva de trampolim para seus futuros na seleção adulta. Não espero, sinceramente, que fique por isso mesmo. O Raulzinho e o Bebê foram muito bem com a seleção sub-18, e o Jordan eu já conhecia do Sevilla. São meninos de muito futuro, e minha impressão deles é bem positiva.

16 comentários:

Anônimo disse...

Tô gostando desse tal de Magnano eim!

China disse...

bala...pelo pouco q vc viu do treino deu pra ver o jordan burger ?? joga bem o mlk ?? nao consegui ver mto dele ainda...na internet nao achei mta coisa ainda...
da pra animar com o futuro na posiçao mais carente hj em dia do brasil ???

abraços

lisangelo disse...

"Não são os tiros de três pontos que vão levar o Brasil ao título mundial. É a defesa!"
Essa frase era constantemente repetida em todos os foruns, blogues e sites de basquete aqui do Brasil. Precisou vir dois caras de fora, antes o Moncho e agora o Magnano, pra finalmente abrirem os olhos.

rogerio silvestre disse...

Enquanto no FEMININO......meu DEUS......fico muito triste com o basquete feminino.....pois nao vejo esse tipo de atitude....e organizacao.....alem da falta de investimento em novas caras.......tudo na mesma.......
Acho que o masculino vai ter grande chances de disputar o titulo.....

Anônimo disse...

que GRANDE diferença entre o Muricy e o Paulinho!!!!!

Para um a palavra vale e para outro......

Parabéns Muricy, homem de caráter!!!!

fábio balassiano disse...

fala, china, beleza?
em breve terá um papo aqui sobre o jordan. eu gosto do jogo dele, mas é um estilo diferente de ala. ele pontua menos, mas é participativo, tem bom rebote, boa defesa.
acho que ele tem muito futuro.

abs, fábio

Adriano disse...

Fabio, pelo que você diz, o estilo do Jordan Burger é mais ou menos o do Bruce Bowen, né? Hehehehe para não parecer que estou me empolgando muito, vamos dizer que o worst case scenario dele é o Michael Curry hahahaha

mas irado, parabéns à dupla dinâmica pelo bom papo com o Magnano, embora se eu tivesse a oportunidade de estar lá com vocês dois (ah, que saudades de cobrir meu querido basquete!), teria acrescentado uma pergunta sobre se essa primeira semana sem o Splitter prejudica o planejamento dele, e se ele precisaria fazer uma programação especial para integrar o Splitter a partir de domingo.

mas não quero ficar cornetando. A entrevista está acima da média, como sempre está aqui. Parabéns, valeu!!

Henrique Lima disse...

Fabio, qual técnico tinha a tal planilha de dados ?

Lula ? Chutei certo ?

Se nao puder falar, sem problemas.

Abraçao e parabens pelo acompanhamento daí.

Queria estar, mas nao será possivel

bigmanrj disse...

Com certeza era o Lula "Molusco Cara de Areia Mijada El Ogro", que disse isso, inclusive em várias entrevistas durante os campeonatos que a seleção participou. Principalmente com relação aos pontos que o adversário pode fazer quando enfrenta o seu time.

Com relação a última pergunta, pra mim ficou claro que o Raulzinho não irá para o Mundial.

fábio balassiano disse...

era o lula sim, henrique.
abs, fábio

Anônimo disse...

Não entendi a analogia do Muricy do anônimo acima...
De que Paulinho e de que assunto tá falando??

joao disse...

"Tô gostando desse tal de Magnano eim!"


hahahah fera, esse 'tal de Magnano' é só campeao mundial.

tal de magnano, pqp

Oliveira disse...

João do post de cima, concordo c vc em criticar sobre a falta de conhecimento de alguém sobre Ruben Magnano. Mas permita-me corrigi-lo, Magnano não foi campeão mundial e sim vice em 2002. Na verdade ele foi campeão olímpico. Um abraço e vamos com tudo Brasil sobre a liderança deste EXCELENTE TREINADOR!

Anônimo disse...

Eh ele q ta la, me parece um cara muito bom, serio e realmente comprometido em levar nosso basket de volta as glorias,apesar de argentino.rs Qto as cestas de 3 ganham ,ou se eh a defesa....eh uma discussao q vem desde 79 .Qdo o Sirio fez uma espetacular partida contra o Bosnia.e nao tinha linha de 3.Na prorrogacao,sirio venceu.42 ptos Oscar e 42 ptos delibasic (do Bosnia)..O q quero dizer eh nosso basquete desde sempre teve um ataque muito bom,soma-se a isso uma bela defesa , somos realmentes muito fortes.
manoel

Anônimo disse...

Paulinho (armador) FECHOU seu contrato de boca com o Paulistano e antes de assinar o documento negociou um novo acordo com o Joinvile........Mesma situação do Muricy, mas este manteve a PALAVRA (por caráter) e manteve seu acordo com o Fluminense.

Repito: PARABÉNS Muricy, homem de caráter!!!

Paulinho\Bial\Luisão: nada a declarar.....o tempo se encarrega de mostrar quem são vcs!

Anônimo disse...

Anônimo das 09:49, já que vc cita nomes, se identifique para ter alguma credibilidade!