quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

D-Will nos Nets

Foi surpresa, pero no mucho, a transferência de Deron Williams para o New Jersey Nets. Conversei na semana passada com um dirigente do Utah, e ele me garantiu que o clima na franquia estava pesado demais para D-Will. Ninguém por lá gostou que Jerry Sloan tenha pedido para sair por causa das vaidades do armador.

Mas isso não foi o pior. Os jogadores, quase todos, ficaram ao lado de Sloan, e prometeram lutar para que o treinador ficasse. Como não ficou, Deron estava isolado nas trincheiras de sua vaidade. Com contrato próximo do fim (2012), o Utah juntou o útil ao agradável: despachou D-Will, trouxe um armador ótimo (Devin Harris, cujo contrato vai até 2013) e um jogador draftado entre os cinco primeiros (Derrick Favors, o terceiro, que tem bastante futuro). A única coisa ruim é que eles não terão Jerry Sloan de volta (a não ser que o veterano mude de ideia, né...).

Para o Utah foi ótimo, para os Nets também, mas Deron Williams está com sua imagem cada vez mais arranhada. Vamos ver como será o seu relacionamento com Avery Johnson, conhecido como "general". No mínimo ansioso para ver isso...

6 comentários:

autor disse...

@leociabati

Não vejo uma justificativa por ele ter mudado de time, mesmo contrato, e trocou um time de boa campanha, q vai para os ofs, para um time com campanha negativa e q nem pos ofs vai, alguns dizem q trocaram sem ele querer, eis a questão !

Daniel Alves disse...

Eu acho que o JAZZ simplesmente despachou o Deron! E acertou!

Agora faltam 3 coisas simples para o JAZZ ser campeão:

1. Pegar um ótimo chutador com o contrato do AK. Tipo Michael Redd.

2. Pegar um bloqueador no draft com a escolha da loteria que o Nets nos passou.

3. Contratar o Larry Brown. Seremos a nova versão do Detroit 2004.

Deron: obrigado, boa sorte e adeus!

eZ disse...

Deron virou um mala de marca maior e ng o suportava mais em utah. Na minha opnião, ele está prestes a se tornar o novo Stephon Marbury. O jazz não estava indo à lugar nenhum com ele e talvez agora com sangue novo o time dê uma revigorada.

O negócio do Nets, já não é nem ter um time de basquete competitivo. O novo dono está desesperado para reviver a franquia e fazer dinheiro. Isso começa tendo uma estrela, para servir de base e ter um negócio em cima. Comerciais de TV, camisas, casa cheia, patrocínios, etc. O negócio para o jazz passa longe do basquete.

Não creio que deron fique por lá após o término do seu contrato, a não ser que eu esteja errado e ele não seja o novo marbury, coisa q eu acho difícil.

Já viram o record do jazz depois q ele disse “eu sou o melhor armador da NBA ” ?

hahaha
quem foi o último a dizer isso e q implodiu a carreira logo após isso ?

boa sorte ao NETS e acho que o jazz não vai perder tanto assim, já que a situação estava feia por lá

Anônimo disse...

Com essa troca forçada fica claro que Sloan saiu por causa de D-Will.

O Jazz perde, mas nem tanto, pois Devin Harris é um bom armador.

@herbert_sp

Wayand disse...

Fb, pode ser um bom reinicio pro Nets, afinal, Deron é um ponto de partida para atrair bnons jogadores a partir do ano que vem, não?
Abraço.

fábio balassiano disse...

fw, não concordo.
acho muito difícil que os nets consigam manter o d-will por lá.
é um ótimo ponto de partida, mas não duvido que ele cruze o rio em 2012, e o nets tenha sido apenas um (desculpe) ponto de partida pra aventura do deron em nova iorque...

se quiser mantê-lo lá, é bom renovar o contrato do cara logo. e pra isso, só trazendo gente graúda pra atuar ao seu lado. em utah ao menos ele brigava por playoff.

Abs, Fábio.