quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Por outras belas festas

Quando Andre Bambu (foto) colocou na cesta a bola da vitória de Limeira uma festa como há muito não se via tomou conta de uma quadra de basquete. Há muito, no caso, pode ser dois anos, data do primeiro e até então único título da cidade que abraçou o basquete masculino e que sofreu horrores quando a modalidade deixou de existir em 2009 (acho que não passei uma semana no e-mail tendo que responder às perguntas dos limeirenses sobre a eventual volta da equipe).

Daquele time comandado por Zanon apenas o esforçado-e-ótimo Eric Tatu restou (ótimo defensor - principalmente de perímetro - e com sólidos 10,5 pontos e 3,5 passes) restou. Os outros tiveram que vir nesta reconstrução de Limeira, inclusive Demétrius, treinador que começa a sua carreira enfatizando um ponto crítico em nosso basquete (a defesa, que levou 80 pontos de um time cujo poderio ofensivo é altíssimo) e vencendo em grande estilo.

Espero que Limeira continue o seu ótimo projeto esportivo, que conta com uma apaixonada e educada torcida (como alguém lembrou no Twitter, não houve uma invasão de quadra sequer). O basquete brasileiro não precisa de times que chegam, vencem e caiam fora no ano seguinte. Que a cidade que passou a amar este esporte possa continuar a curtir o seu time querido por muitos e muitos anos, mesmo que a taça por acaso não venha. Parabéns à Limeira mais uma vez.

10 comentários:

dwfaber disse...

Valeu pelas palavras fabio, eu estivem em franca em 2009 no outro titulo, mas a emoção de ontem superou e muito akele ano, akele ano nosso time era o melhor, esse ano fomos os melhores mesmo com orçamento baixo, parabens Limeira

Duda 11 disse...

Muito legal o título, os torcedores da cidade mereciam! Espero que o empresariado de Limeira abrace de vez a equipe de agora em diante!!!!

Toledo/MG disse...

Se a história do basquete de Limeira não é tão rica como a de Franca, com certeza a paixão de seus cidadãos pelo esporte é tão intensa quanto. Parabéns Limeira!

Uma observação, Bala: Nos EUA, o basquete é fundamentado nas escolas e universidades, que criam e promovem os jogadores. No Brasil não temos essa situação, com boa parte de culpa devida à própria natureza e inépcia de nossos dirigentes. Aqui a geração de jogadores fica aos encargos de clubes, associações e mesmo prefeituras, muito mais de pequenas cidades do interior, daí não ser surpresa que a quase totalidade dos títulos das categorias de base e os femininos sejam conquistados por essas "pequenas" equipes.

Você não acha que esta é uma tese a desenvolver? Quem sabe, implementar um trabalho de "draft" com essas agremiações, já que é o que temos?

Abraços.

Anônimo disse...

GUTO

BELO JOGO,COM OS PROBLEMAS TÁTICOS JÁ EXAUSTIVAMENTE COMENTADOS POR AQUI.O DEMETRIUS,DEMONSTROU QUE TEM FEELING PARA O JOGO.ENQUANTO O JM NÃO ESTA PASSANDO DE UMA PROMESSA PARA ALGUNS E UMA MENTIRA PARA MUITOS E UMA REALIDADE PARA O ROSSINHO!
MUDANDO DE ASSUNTO MAS VOLTANDO NO MESMO,LI NO DATABASKET QUE O CARLOS NUNES FOI PARA LOS ANGELES CONVERSAR COM O VAREJÃO.ESTA TURMA ESTA ABUSANDO DE NOSSA INTELIGENCIA,O OMISSO VIAJANDO,ARRUMOU UMA JUSTIFICATIVA PARA SUAS FÉRIAS,OU SEJA PARA AS DESPESAS,E ARRUMOU ESTA CONVERSA.VAMOS PARAR DE FARSA E QUERER PASSAR RECIBO DE "BURROS"PARA NÓS DO BASQUETE!
NÃO É RICARDO!!!

Anônimo disse...

Fico pensando???!!!
Se o JM fosse tao ruim assim, teria vencido o Sul Americano e ido a 2 finais consecutivas no Paulista?
Como tem gente ruim no meio,deveriam trabalhar mais pela modalidade, somar forcas.

Anônimo disse...

Fico pensando???!!!
Se o JM fosse tao ruim assim, teria vencido o Sul Americano e ido a 2 finais consecutivas no Paulista?
Como tem gente ruim no meio,deveriam trabalhar mais pela modalidade, somar forcas.

Anônimo disse...

Ca entra nos!!
Que Camp Paulista mais vagabundo foi esse?
Que cobertura mais sem profissionalismo da ESPN.
Ate a semi final os ginásios vazios.

Anônimo disse...

Estava assistindo o jogo de Limeira, quando deparo com uma cena meia maluca,ahaha

O juiz do jogo" Marco ChecKmate", deu falta de ataque do Argentino e falta de defesa ao mesmo tempo.

Chega o Panda gordo e diz a ele que nao podia ser isso,que era ou falta de ataque ou falta da defesa, ai o aprendiz de feiticeiro Marcos vai na frente das cameras no estilo hollywodiano e confirma a falta de ataque, e o tecnico do Pinheiros reclama e toma falta tecnica do Panda Gordo????

Por sinal, a educacao do Panda gordo falando com o demtrius foi lindo, hehehe

" Demetrius, que me Fd, assim me fd,caraio,me fd".
1 minuto de finesse, troquei de canal e coloquei na Discovry kids, pois estava com meu filho.

Anônimo disse...

Estava assistindo o jogo de Limeira, quando deparo com uma cena meia maluca,ahaha

O juiz do jogo" Marco ChecKmate", deu falta de ataque do Argentino e falta de defesa ao mesmo tempo.

Chega o Panda gordo e diz a ele que nao podia ser isso,que era ou falta de ataque ou falta da defesa, ai o aprendiz de feiticeiro Marcos vai na frente das cameras no estilo hollywodiano e confirma a falta de ataque, e o tecnico do Pinheiros reclama e toma falta tecnica do Panda Gordo????

Por sinal, a educacao do Panda gordo falando com o demtrius foi lindo, hehehe

" Demetrius, que me Fd, assim me fd,caraio,me fd".
1 minuto de finesse, troquei de canal e coloquei na Discovry kids, pois estava com meu filho.

Chizu disse...

Eu que estava acostumado com as pouquíssimas vezes que o Biro aparecia (e mal) no time de Brasília em 2010, eis que me deparo com sua boa atuação no Limeira. Como é que um jogador muda tanto de um time para outro?