segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Hora de estudar

Com aulas de Lula Ferreira, Hermes Balbino, Dante de Rose e Tácito Pinto Filho (Rubén Magnano participará como convidado especial), acontece nesta semana aqui no Rio de Janeiro o curso de formação de treinadores nível I promovido pela Escola Nacional de Treinadores de Basquetebol (ENTB), entidade ligada à CBB (para mais informações, clique aqui).

Devo dar uma passada no Botafogo, e sinceramente estou curioso para saber o número de técnicos que comparecerão ao evento (vale lembrar que o Nível I da ENTB destina-se a professores que trabalham com a iniciação à modalidade - de 10 a 14 anos).

Tenho muitas restrições à formatação da Escola Nacional de Treinadores (principalmente por não ser independente da entidade máxima), mas não resta dúvida de que é um passo adiante para vermos mais qualidade nos técnicos deste país. Já passou da hora de nossos treinadores estudarem.

12 comentários:

peter schiling disse...

além de "não ser independente da entidade máxima", poderia dar algum exemplo de suas outras restrições?

cams disse...

Fábio,

isso é um engôdo... cursos assim a gente monta e faz em qualquer lugar. A chancela e a pressão é que estão levando gente aos cursos da ENTB. Cursos atualizam, informam, ajudam na construção do profissional, mas isso não é uma escola... Eu 2009 eu trouxe Walter Roese, Mário Brauner (prof. de Basquete da UFRGS e um dos primeiros técnicos de Rogério e outros na SOGIPA), preparadores físicos, presidente da FGB e discutimos basquete por mais tempo que esses cursos da ENTB faz...

claro que conviver com formadores que citastes é sensacional, mas isso não caracteriza uma escola. Eu vejo que a ENTB deveria ter outras finalidades... Por exemplo: em novembro lançaram um cadastro e, mesmo cadastrado, até hoje não recebi UM e-mail deles sobre qualquer questão técnico-tática do basquete. Recebo mais da NBB do que da ENTB ou da CBB.

Precisamos rever nossos conceitos de escola...

forte abraço.

fábio balassiano disse...

peter
- o corpo docente poderia ser melhor
- mais pessoas poderiam ter sido ouvidas
- tempo de "nível I" é pequeno
- por que não trazer um gringo para ministrar uma palestra?

Abs, fábio

EDSON BOB disse...

Bem, senhores estarei presente ao referido curso, buscando maior conhecimento que com certeza virá. E acredito que nada melhor que uma enidade máxima realizar troca de experiências através de um corpo docente capacitado, respeitado e conhecido. Bem quanto a absorção de conhecimento, depende muito dos expectadores. Quanto a montagem de curso gostaria de saber onde acoontece cursos desta natureza conforme postagem acima, nunca tomei conhecimento de algum, talvez por estar no interior de Minas Gerais. Agora referente as postagem acima, eu espero que possa aproveitar muito esse encontro.

Anônimo disse...

A Escola de Treinadores é uma grande iniciativa da CBB é deve ser louvada. Nada melhor que reunir o que temos de melhor roborado pelo grande Rubem Magnano. Estamos no caminho certo.

Anônimo disse...

Bala, deve ser piada receber uma comentário do Carlos Alex sobre treinadores. Pergunta no RS, para qualquer um, quem ele é e as barbaridades que faz por lá. Ele inscreve as equipes nas categorias de base e depois desiste prejudicando a todos. Fala palavrões para os árbitros e atletas na frente do público, na sua maioria pais de menores. Não sei como a FGB ainda aceita as inscrições dele.

Anônimo disse...

E o que impede que outros cursos independentes da CBB sejam criados e ministrados com um "corpo docente melhor"?

A CBB está fazendo o que ninguém fez e mesmo assim está errada em fazer? Deveria não fazer então e esperar que alguém tomasse a iniciativa?

Anônimo disse...

Tudo deve ser independente da CBB agora???

Anônimo disse...

A ENTB criada foi CBB, mas não impede a criação de cursos independetentes da entidade máxima.

Alguém se habilita?

Anônimo disse...

A CBB traz o Magnano, cria a ENT, cria um centro de treinamentos, cria as selações permanentes e ainda vem pessoas como o "CAMS" acima falar asneiras, que mundo vive este cara?

Anônimo disse...

Vou esperar os comentarios dos meus amigos cariocas, para depois tecer criticas, mas que isso me cheira mais dos mesmos, cheira!!!!

Henrique Lima disse...

Desanimei de ir para o curso no Rio mas se der, vou em São Paulo, claro, para estudar mas também para ver o que estão fazendo, como estão fazendo, etc.

Concordo com o Cams, este curso tem pouquissimas horas (60, se considerado o modulo à distância) e poderia ser mto superior ...

E ao anonimo debil-mental que criticou o Cams, deixa de ser burro, coloque seu nome aqui e pare de ser pau no cú da CBB, precisa disso pra ter emprego né ??
Entendo, que triste !


Conteúdos do curso nivel I da FEB:
http://www.feb.es/Inicio.aspx?tabid=51&file=entrenadores/ent05-00002.html

Isso é um curso de verdade.
O nosso é triste, mas é o que temos, então ....

E não sei se meu diploma vale na Argentina ou Espanha, já pensei em me mudar para fazer o curso por lá,
talvez seja um caminho perto da baderna que é aqui ...