sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O olhar da Rainha

No papo que tive com Hortência, a diretora da CBB encheu a boca para falar de três jogadoras em especial (Franciele, Tássia e Damiris). Vamos às declarações da Rainha, que, é bom dizer, também citou as alas Isabela Ramona (da Mangueira), Izabella Sangalli ("só tenho boas referências desta atleta de Americana") e Joice Coelho (Barretos) como ótimos nomes para o futuro da seleção feminina.

FRANCIELE - "Tenho acompanhado o desempenho dela na Liga Espanhola, e posso te dizer que fico muito feliz quando vejo não apenas os seus ótimos números (14,4 pontos - sétima melhor marca da competição -, 6,5 rebotes e 57,5% nos arremessos), mas principalmente a confiança com que ela vem jogando. Ano passado quando conversei e mostrei que a Fran precisava atuar em sua posição, que deveria assumir mais as responsabilidades no time e ser mais ousada. Isso vem acontecendo, e não é surpresa que suas atuações estejam enchendo os olhos dos espanhóis. No Mundial ela não foi tão bem, sabemos o porquê, mas temos muita esperança de que ela repita o sucesso com o nosso time. Precisamos e contamos muito com ela".

TÁSSIA - "Todo mundo sabe que a principal deficiência na seleção adulta está na posição de armadora. Temos a Adrianinha, que não sabe se volta a atuar pelo time, e muito pouco além disso. Conversei com a Tássia, que é mais ala do que uma "um" nata, e ela se mostrou disposta a tentar. Ela tem bom chute, ótima visão de jogo e pode exercer este tipo de função conosco. É uma menina que gosto e acompanho bastante, e acho que nos será muito útil por um longo tempo. Não estou dizendo que temos uma nova Paula, mas ela tem todas as ferramentas para brilhar com a seleção.

DAMIRIS - "Tenho um respeito e um carinho enorme por ela, e acho que ela fez um Mundial sensacional conosco dentro de todas as circunstâncias (idade, pouca vivência internacional e instabilidade do time). Sei que ela precisa evoluir, ganhar experiência, mas a Damiris é dedicada e treina como poucas. Em breve ela vai se soltar mais, e a seleção vai ganhar muito com o crescimento dela. Possui boa técnica e ótima presença no grupo".

Concorda com Hortência? Além das três jovens citadas, quem você acha que pode comandar a seleção dentro de pouco tempo? Comente na caixinha!

29 comentários:

Anônimo disse...

Sensacional o post!
tainá é meu voto

parabéns! seu blog tá dando show em 2011. demais mesmo

tales

antonio sobé disse...

Parabéns a Hortência que conhece e pensa no futuro destas revelações.. Mas este tbém é o conhecimento do técnico? Cada macaco no seu galho...

anonima disse...

Acho que a Leila e a Débora de Americana deveriam ter sua chance na seleçao principal!

Esporte Americana disse...

A Débora de Americana e uma Armadora de jundiaí tb mandam bem na armação, pena que não lembro o nome da de jundiaí....

rick disse...

Tainá é a melhor armadora da geração 91, melhor até que a Tassia, ela deveria ter uma chance.

Anônimo disse...

Hortencia descobriu o que ja estava descoberto? A Fran e craque a muito tempo.Só o Colinas não sabia!

Anônimo disse...

Anônima,


Gosto muito da Leila e da Débora, mas em Americana, você não acha que a Fabi Caetano (19 anos, 1,92m, titular da equipe, boas médias na LBF) está mais preparada?

Anônimo disse...

A Tássia é ótima, mas a Tainá é a melhor armadora sub-19 que temos no momento.

Anônimo disse...

Sobre a Franciele queria entender melhor o que a Horência quis dizer, com:

1- "Ano passado quando conversei e mostrei que a Fran precisava atuar em sua posição". Quando ela jogou numa posição que não a sua de ala/pivô?

2- "No Mundial ela não foi tão bem, sabemos o porquê". Ela não foi bem porque o treinador juvenil Colinas não soube aproveitá-la na equipe. Tem algum outro motivo?

Bert disse...

Também fiquei com as mesmas dúvidas do anônimo das 13:43.

E acho que precisamos ampliar o leque das armadoras. Débora e Tainá seriam presenças obrigatórias.

E Fabiana Caetano com urgência.

fábio balassiano disse...

bert e anônimo,

1- a fran jogava de "cincão" ano passado (ao menos foi o que a hortência falou).

2- o motivo é mais ou menos pelo que o anônimo das 13:43 mencionou.

Abs, Fábio

fábio balassiano disse...

e, sim, fabiana caetano com urgência!

Abs, fábio

Anônimo disse...

Não entendo porque Tainá ainda não foi chamada, ela jogando pelo adulto no campeonato paulista dava um pau nas armadoras muito mais experientes que ela.

Anônimo disse...

Acorda gente!!!! não adianta falar dessa ou aquela atleta, podem observar, as tres atletas citadas sem ser Tàssia ou Damiris foram treinadas pela Janeth, não é ou estou enganado? Todos os corneteiros sabem que serão escaladas só atletas que elas conhecem. Hortência não vai perder tempo assistindo jogos ou viajando para garimpar novos talentos. Concordam?

Anônimo disse...

Já que a Hortência é quem decide a também a parte técnica da seleção (deve ser por isso que ela não quer "um Magnano" do feminino) que tal ela começar a acompanhar aos jogos das categorias de base e da LBF?
Assim ela saberá citar outros nomes além desses que ela sempre fala.

Anônimo disse...

Vejam o que são critérios:

Entre as atletas que jogam em Americana, a armação fica por conta de Babi e Débora, a Tássia joga de ala.

Já para Hortência, entre TODAS AS ATLETAS BRASILEIRAS, a Tássia é a ÚNICA OPÇÃO para armação.


Genial, não?

Anônimo disse...

Duvido que quando disse "sabemos porque Franciele jogou mal" a Hortência se referia ao verdadeiro motivo: a falta de competência do treinador.

Isso ela jamais vai admitir!

Marcos disse...

A Joice foi muito bem nos Jogos de Medelín.. Ela tem um estilo de jogo parecido com a da Tamika Catchings. Merece uma chance.

Anônimo disse...

A Hortencia não tem que achar nada.
Todas as opiniões dela são de quem
é curiosa na função de escolher jogadoras.Hoje,na nova geração o
nosso maior potencial é a Fran. A
Damiris ainda está muito crua e não
sabemos aonde vai chegar e nem se
vai ser 4 ou 5.A Tassia na armação
vem atras da Tainá com toda certeza
É melhor A Rainha deixar para o Ta-
ralo,que ele tem muito mais gabari-
to do que ela para escolher.

Anônimo disse...

Concordo com o anonimo acima e
digo mais:a Damiris é agenciada
pela Janete,por esse motivo tem
tanta força porque nafrente dela,alem da Fran,tem a Nadia e a
Fabiana de Americana.

Anônimo disse...

Concordo com voces,mais em 2008 na seleção sub-18 Tássia ficou de titular na armação e Taina nem entrava nos jogos,então não acho que Taina é tão melhor assim.

sta.ignorancia® disse...

Na armação, além da Débora, da Tássia e da Tainá, vale a lembrança da Ariani, que foi destaque do Brasil no mundial sub 19 de 2007 e que atualmente joga no universitário norte americano.

Armadoras jovens com potencial nós temos, precisamos que elas tenham a oportunidade que as ótimas-e-inativas Ana Flávia e a Fabianna Manfredi não tiveram, preteridas por uma Vivian adaptada na armação (valeu Barbosa!)

Fernando disse...

O pessoal arruma pé pra falar mal da Hortencia. ahahahahahahahahahah!!!!!!!!

[ironia]

coitada! Acho que ela nem dorme direito a noite!

[/ironia]

Ramona, a Glam disse...

Belo exemplo Santa, até hoje não me conformo com o que fizeram com a Ana e com a Fabi. Na cabeça da Hortencia só existe a Tássia para a armação. Não podemos deixar que esqueçam das outras armadoras promissoras. Já que o feminino vai sendo guiado na base do nosso chicote, temos que cobrar a convocação delas.

Anônimo disse...

A armadora Ariane que foi citada é da mesma geração da Nádia e Clarissa, foi cestinha do Brasil no Campeonato Mundial em 2007.

Hoje ela tem 21 anos e ótimos números no College dos Estados Unidos:

http://www.cowleytigers.com/wbasketball/wbballmain.html

Anônimo disse...

Tássia, sempre jogou de 1...pq sempre foi habilidosa... Joga de 2, porque dividi a posicao com a Debora, um ano mais velha e no adulto de americana, também com Helen e Karla...Mas é é um, sim... Os tecnicos q so pensam no resultado e a coloca na posicao 2

Anônimo disse...

Em Americana a Tássia sempre jogou na posição 2. No adulto as armadoras são Babi, Helen e Débora; no juvenil a armadora é a Débora e no infanto a armadora era a Aruzha.

Anônimo disse...

é o fim!!! qdo antes de ir para americana jogava na posição 1, foi para todas as seleçoes de base, como jogadora 1, se jogasse no clube na posição 1, estaria mais preparada para a adulta...OBS: janete nunca treinou Tássia!

Anônimo disse...

Aposto muito na Nádia Colhado