segunda-feira, 19 de abril de 2010

Complicou

Sem Andrei Kirilenko, o Utah Jazz sofreu nas mãos de Carmelo Anthony no jogo 1 da série contra o Denver. Mas como tudo que é ruim pode piorar, ontem veio a notícia: Mehmet Okur terá que operar o tendão após lesioná-lo no sábado e está fora do segundo duelo nesta noite e do resto da temporada (o turco, aliás, pode ficar de fora até do Mundial em seu país).

A pergunta, agora, é saber como Jerry Sloan vai solucionar a situação. Colocar o útil Paul Millsap é a tacada mais óbvia, mas o problema vem quando Kosta Koufos e Kyrylo Fesenko forem chamados à partida. Para se ter uma idéia, no sábado, já sem Okur e com Carlos Boozer bem marcado, o Utah levou 52 pontos no garrafão e perdeu a briga dos rebotes por 42-31 (foram 11 ofensivos dos Nuggets - Nenê e Kenyon Martin tiveram três cada).

Vamos ver como joga o Utah Jazz sem Kirilenko e Okur para vencer a segunda partida nesta noite. Voltar para Salt Lake City com 0-2 é meio caminho andado para a eliminação, e Jerry Sloan sabe disso.

3 comentários:

lisangelo disse...

Gostaria de fazer um registro. Ultimamente a NBA recebeu uma maior cobertura de seus jogos, o que eh otimo. Temos a ESPN, o Space e tambem o Terra TV transmitindo partidas. É inevitável fazer comparações entre os estilos de narração. Principalmente entre as duas emissoras de TV a cabo. Enquanto o Space narra a partida e seus lances comentando praticamente todas as jogadas, o pessoal da ESPN Brasil insiste em ficar jogando conversa fora. A transmissao da primeira partida de playoff entre Boston e Miami foi exemplar. Ray Allen levou uma pancada no rosto e teve de abandonar temporariamente a partida apos ter sido medicado no banco de reservas, o narrador e o comentarista estavam tao envolvidos em suas abobrinhas (recheadas eh verdade) que nem sabiam direito o que havia acontecido. Ate o pessoal aqui de casa, que nem eh tao fluente no ingles, prefere ouvir no som original do que em portugues. Espero que a ESPN Brasil, que sempre defendeu muito bem todos os esportes, corrija esse detalhe.

João Pedro TONHÃO #23 disse...

Jah era para o Utah.. Boozer tentou marcar o Nenê mas nem teve graça.. Se o tecnico souber usar esse desfalque direitin, jah era para o Jazz..!'

raul disse...

a situação realmante complicou para o Jazz mas Sloan tem bagangem de sobra para tentar contornar essa situação já foi dito que começará com Fesendo em cima do Nenê, o tamanho do pivo vai ajudar no corpo a corpo, não duvido que o Jazz em muitos momentos utilize o time com Boozer,Deron,Milsap,Fesenko e Price.