quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O bom caminho

No último final de semana a cúpula da LNB se reuniu para discutir as ações de marketing para a próxima edição do NBB. De acordo com o ótimo site Máquina do Esporte, a Liga, que fechou contrato com a Penalty recentemente, se baseia em três pilares para alavancar ainda mais a competição: atrair os jovens, transformar o "jogo em entretenimento" e fidelizar o cliente.

Decididamente são boas medidas, principalmente aquelas relacionadas às mídias sociais. Se conseguir avançar na captação destes jovens fãs de basquete (possíveis e futuros consumidores), a LNB terá dado um passo imenso para colocar a modalidade cada vez mais próxima dos trilhos.

Que a LNB continue a pavimentar este difícil, porém necessário, caminho. Sei que é complicado, mas a única coisinha que sinto falta é de um maior alinhamento com a Confederação. Um trabalho mais integrado traria um retorno ainda melhor - principalmente na base. De todo modo, parabéns à liga pelas iniciativas.

16 comentários:

Colin disse...

LNB dá um passo atrás com a Penalty. Pensaram no curto prazo, com certeza, porque a Penalty além de ter preços mais baratos do que Molten e Spalding, que estavam concorrendo, deve investir alguma coisa também.

A bola é um terror, um balão, parece a bola do Kiko (do Chaves). Do mirim ao profissional, é criticada. É a Jabulani do basquete.

BALL HANDLING disse...

PENALTY NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!

fábio balassiano disse...

fala, colin, blz?
não sabia desses detalhes do produto, não.
vou apurar.

abs, fábio

Lucas disse...

A bola da Penalty realmente não é das melhores não. Mas tem q ver o resto do contrato como é. Se foi muito melhor q os outros compensa.

Vi tb q a liga quer melhorar seu site e colocar mais estatísticas em tempo real.
seria um grande avanço já q não temos tranmissão quase nenhuma, apenas 1 jogo por rodada.

Bala, vc sabe como ficou o tal campeonato sub-20? Vai ter esse ano mesmo? Os jogos serão preliminares dos profissionais?

Thiago Anselmo disse...

A LNB mostra que se importa com o basquete brasileiro. A única burrice foi dar exclusividade à globo, mas o restante está caminhando na melhor maneira possível.

Abraços, BALA!

Anônimo disse...

Avançar é preciso.....mas com qualidade e preparo.
Quais as qualidades do Sr Luisão (Joinville) para estasr sentado em um comite de MKTG da liga?
um ex-jogador, dos limitados técnicamente, não pode estar dando palpites e decidindo caminhos futuros de um esporte tão querido e importante.

Profissionalismo e qualidade JÁ!!!!

Fernando Peixoto --SP

fábio balassiano disse...

lucas, o lance do incentivo fiscal foi assinado, mas até agora não creio que houve um patrocinador interessado.

vou apurar também, ok?

Abs, Fábio

Anônimo disse...

Impressionante como tem Urubu neste basquete.

A Penalty uma grande empresa nacional esta investindo maquinario e quer ser uma referencia nas bolas de basquete.

Tem interesse na modalidade e acredita no projeto , e aí um bando de urubu que não sabe nem escolher a cueca de manha vem falar besteira, ora, vai trabalhar e fazer algo de produtivo.


Jose o troll

Diogo Aquino disse...

Hoje pela manhã a 1ª coisa que vi foi o Guilherme Teinchman reclamando no twinter sobre o contrato com a Penalty, inclusive, sobre a intermediação da Globo na questão.

Sobre o Assunto a diversos pontos a se analisar, antes de esperniarmos como o Teichman (que tem o ponto de vista de jogador), ou enaltecer enlouquecidamente como outros. Então vejamos:

1º - Nivel Tecnico - Tendo se envista o berreiro que foi aberto pelos jogadores de modo geral, tem que se fazer uma análise tecnica, para se saber até que ponto esta bola realmente vai poder comprometer o jogo;

2º - Identidade - É determinante que a bola da Liga seja uma bola exclusiva, é vergonhoso uma competição que joga com uma bola que leva o nome de outra cometição, como no ano passado (bola da spalding com a sigla NBA), é imprescindivel, para as ações de marketing esse tipo de identidade, até a NCAA tem uma bola exclusiva, porque o NBB não pode?;

3º - Vantagem econômica - Não absta que a bola da Penalty traga uma vantagem econômica de um pouco maior que as outras opções, uma vez que já é de conhecimento notório a perda técnica;

4º - Parceria - É importantíssimo que os novos contratos de patrôcinio evolvam muito mais que exploração das marcas, e recebimento de pordutos ou valores econômicos. É essencial que se formem parcerias para ações de marketing conjuntas a fim de criar identificação com o torcedor/consumidor;

5º - Tempo - É obvio que diante de dos intens listrados, é imprescindivel quie o contrato seja no mínimo a médio prazo (4/5/6 anos), uam vez que se você fizer contratos de 2/3 anos, corre o risco de trocar de marcas logo quando começar a criar uma identificação entre a Liga a marca e o trocedor.

Seria importante obter informações sobre esses pontos para esclarecer aos torcedores, amantes do basqeute nacional, que estão torcendo pelo crescimento do NBB, para que pudessesmos entender melhor as decisões da liga.

A trasnparencia e a publicidade, não se limita a informa as decisões que são tomadas, mas sim em informar, os motivos e os passos que levaram as decisões.

O que você acha de toda essa discussão bala?

Anônimo disse...

BAla: A distancia da CBB é MUITO saudavel. A CBB está a deriva e sem qquer cabeça pensando no bem do Basquete, somente em interesses proprios e de terceiros. Uma liga forte e independente só faria bem, alias como no mundo todo. O contato com as federações é protocolar, sendo esta responssavel pela "oficialização" destas competições junto a FIBA, para não serem ligas piratas, e recebendo por isso para cuidar das seleções, competições de divisões inferiores e da base. Portanto Bala, distancia, distancia....que a LNB seja independentes cada vez mais.
Abç
Morais

fábio balassiano disse...

morais, acho que não me fiz entender.
a cbb e a lnb deveriam trabalhar juntas para fazer o elo entre base e profissional. só isso. a feb e a acb dão um show neste sentido. não disse que é para parar de ser independente.

diogo, concordo com você. se for medir eficiência apenas como "dinheiro bom entrou" é o fim da picada

Abs, Fábio

Sergio 2 Due disse...

Infelizmente,o Brasil segue a contramão do resto do mundo
A bola aceita pela FIBA é a Molten...muito diferente das outras,até o ponto que aqui no Minas tivemos que importar bolas Molten para que os meninos possam praticar com ela para participar de competencias internacionais
Eu mesmo comprei uma bola Molten para meu filho..não tem outra..18/10 começam as finais do Juventude Da América sub 15 em Assunção,Paraguai...com que bola jogam e treinam paraguaios,argentinos,uruguaios?

Molten,ha anos...

Tentem arremessar o quicar qualquer bola Penalty,Wilson,Spalding e vão a notar a diferencia
mais ,nas categorías da base aonde ja temos insuficiencias enormes nos fundamentos..imaginem com uma bola diferente

Nada contra a bola Penalty..nem com as outras..so se trata de ter a mesma condição que tem os outros

Sergio 2 Due disse...

aliás..um detalhe engraçado

procurem bolas Molten para comprar no Brasil..preços caríssimos quando na Argentina custam a mitade(em dólares)e não estou falando do câmbio..que hoje beneficia ao Brasil
Eu comprei aqui..não tive tempo para trazer de lá, mais sabem aonde?
No Ricardo Eletro..uma loja de eletrodomésticos ??????

a próxima vez que precise de um fogão ou uma TV,vou procurar numa loja de esportes

um abraço ,Bala

Sergio 2 Due disse...

aliás..um detalhe engraçado

procurem bolas Molten para comprar no Brasil..preços caríssimos quando na Argentina custam a mitade(em dólares)e não estou falando do câmbio..que hoje beneficia ao Brasil
Eu comprei aqui..não tive tempo para trazer de lá, mais sabem aonde?
No Ricardo Eletro..uma loja de eletrodomésticos ??????

a próxima vez que precise de um fogão ou uma TV,vou procurar numa loja de esportes

um abraço ,Bala

fábio balassiano disse...

legal seu depoimento, sergio.
abs, fábio

Sergio 2 Due disse...

Amanhá começa o Sulamericano Sub 15em Pasto, Colombia

Muita força para os meninos do Brasil

http://www.fibaamericas.com/noticiasread.asp?r=FKWVOJERYS

Vejam a foto..a bola ?

Molten