sexta-feira, 17 de julho de 2009

Aventureiros?

Boa matéria do UOL fala que algumas franquias da LNB têm medo da entrada dos clubes de futebol na próxima edição do NBB: "Vejo a entrada desses clubes [ligados ao futebol] com um pé atrás. As equipes que quiserem participar tem que mostrar um comprometimento. Senão vem um aventureiro, consegue patrocínio para uma temporada e no ano seguinte vai embora. Não é isso o que queremos para a liga", diz Jorge Bastos, de Brasília, à reportagem.

Nas vezes em que conversei com Kouros, presidente da Liga, ele sempre manifestou este medo: de que clubes de massa entrassem na competição, como o Vasco de Nenê (foto) fez há quase uma década, trouxessem público, mas abruptamente saíssem de cena - sem deixar legado algum para a modalidade em geral, para o torneio em particular e um vazio imenso para os anunciantes, aqueles que, no final das contas, bancam o espetáculo. Nessa, sinceramente, eu estou com a liga: se é para ter clubes de futebol, como há o Barcelona ou o Real Madrid, que eles existam dentro de um planejamento concreto e de longo prazo. Montar timaços para apenas uma temporada não faz, nem nunca fez, o menor sentido.

E você, querido leitor, o que acha? Os tais "aventureiros" são bem-vindos ou não? A caixinha é de vocês!

12 comentários:

Anônimo disse...

Aventureiros fora!!

Esta é uma das razões pelo qual o basquete no Brasil não conseguiu ainda se (re)estabelecer como um esporte de massa....falta continuidade.

Anônimo disse...

Fabio, temos que separar o joio do trigo.

Aqui no Rio os clubes sempre tiveram times de Basquete. Claro que em alguns anos com mais investimentos e outros com quase nada.

E por favor não coloquem o Flamengo nesse meio, pois mesmo com a bagunça e loucura que é lá na Gavea, nós sempre tivemos time de basquete.

Abs

Alexandre Reis

Marcos Felipe disse...

Esse problema de entrar e sair não é só dos clubes. quantas empresas tb entraram e logo depois saíram do torneio?
O volei nos deu um monte de exemplos de empresas abandonando a modalidade. É fato que o torneio com clubes de massa dá muito mais charme, mídia, público e a chance de sucesso aumenta muito.
Tenho que admitir que para estes times entrarem é necessário que exista o mínimo de planejamento.
Marcos Felipe leal

Alan disse...

Agora ele esqueceu de falar de políticos oportunistas ou de empresários da educação que só investem quando querem.

Quando enjoar, eles acabam o time e fim de papo.

Flamengo ja renovou com Duda, Fred, Jéfferson, Coloneze, Wagner, Alírio. Marcelinho e Baby estão próximos e Hélio dará a resposta hoje.

E Guilherme Teichmann está proximo de assinar contrato.

Rumo ao tri mengão..

The Gamer disse...

Concordo. Tem que entrar quem vai ficar. Uma boa medida seria exigir dos clubes, e ai falo para TODOS os clubes, avais bancarios como forma de garantir a presença e o pagamentos das obrigações, incluidos ai os salarios de todos os contratados. Este aval estaria ligado ao orçamento anual ou por mais de um ano, de cada clube. Varios aventureiros de cara sairiam. A LIGA é ou não formada por franquias?

Glauco Nascimento disse...

Será que esses clubes de futebol não tem idéia de usar jogadores das categorias de base?! Isso é um grande problema no Rio. Vários clubes tem times nas categorias de base, passou da idade dessas categorias, acabou o basquete pra quase todos, se salva aqueles que conseguem ir pro exterior antes. Está na hora de os clubes da NBB montar algumas regras para dar oportunidades desses jovens continuarem no basquete e no Brasil.

Pedro Trindade disse...

quanto ao comentario acima do Glauco, concordo com ele e acho que a melhor saida seria uma especie de NBB sub 21 (ou algo do genero). assim teriamos renovação e possibilidade para esses jogadores se destacar. por exemplo, no flamengo tem um garoto, o Marcellus, que sempre foi tido como promessa no Rio, ele era do Vasco, daí o Vasco acabou e ele foi pro Flamengo, onde deverá ficar no banco pra sempre...

mesma coisa aconteceu com o Betinho, Raulzinho, etc...

Anônimo disse...

Pedro,

Não conheço o jogo do Marcellus (inclusive me parece um pouco gordinho....), mas o Raulzinho está nos planos do Minas (como armador reserva do Suctasky) e o Betinho fez um bom campeonato por Limeira (mesmo com Shammel, Renato,...) e agora me parece que terá mais chances jogando em SP pelo Paulistano.

Victor Dames disse...

Tem que ser um negócio bem administrado, como as grandes ligas fazem. Regras para aquisição de franquias, multas pesadas para quem não cumpri-las.

Agora, essa mania do pessoal do Universo/Brasília de se colocar como santinho... Até parece que eles já não cortaram patrocínios... E porque não investem numa equipe do Rio, já que a Universidade tem um grande mercado por aqui também?

Abraços!

marcelo marques disse...

aventureiros?disse o diretor do brasilia quem é o brasilia?

o palmeiras é aventureiro no basket?

campeão brasileiro de 77
campeão sulamericano em 35
mais de 20 campeonatos paulista antes e depois da federação paulista fundada
representou a seleção brasileira em mais de 3 vezes

revelou oscar,leandrinho e já contou com algodão,carioquinha,rosa branca,jatir.......etc

vem dando pra seleções de base inumeros jogadores

e há anos vem mantendo suas categorias de base

isso só pra citar o time masculino

o palmeras é aventureiro no basket?

mais uma vez quem é o brasilia pra falar alguma coisa

Anônimo disse...

O kouros ta coberto de razao, ja tivemos muitos times aventureiros no nosso basquete e eles tiveram grande participacao no desgaste e enfraquecimento da modalidade. Mas ao mesmo tempo sinto um "q" de hipocrisia nessa declaracao pq o Flamengo representa muito bem o termo aventureiro, ja que esta mantendo um super time sem pagar os salarios, mas um dia os jogadores vao cair na real e parar de trabalhar de graca, dai mais um aventureiro vai sair de cena. Nao dou mais do q duas temporadas pro Basquete no Flamengo encerrar atividades.

Alan disse...

Chora não anonimo...

Estamos indo para mais uma temporada...

Rumo ao tri para o desespero dos rivais...ahahhahaa

Aqui é Flamengo porra...