sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Que bobagem, Baylor!

Elgin Baylor, gerente-geral da fracassada franquia Clippers, entrou com ação judicial em Los Angeles contra seus antigos patrões. O motivo é simples: ele alega discriminação em sua demissão, que aconteceu no começo da temporada. Suas razões? "Por ser negro e uma pessoa de idade (74 anos), Baylor recebia muito menos que seus pares da liga (US$ 350 mil)", diz o advogado Carl Douglas. Pode um negócio desses?

Agora vem cá: o cidadão, em dias de crise em seu país, reclama que recebia cerca de US$ 30 mil por mês e ainda alega discriminação? Será que ele tem visto as filas de desemprego em todo Estados Unidos? Depois de ter ficado 22 anos no Los Angeles Clippers, Baylor levou a franquia apenas quatro vezes aos playoffs.

Será discriminação ou incompetência mesmo? Não tenho dúvidas em cravar a segunda opção, mas fico triste ao saber que um Hall da Fama, recordista de pontos em um jogo de final da NBA (61 pontos na quinta partida de 1962) e um dos 50 maiores jogadores da liga esteja agindo de maneira tão tola e infantil. Olhar para a exemplar atitude de Bill Russell, que completou 75 anos ontem e é seu contemporâneo, pode ser um bom começo.

5 comentários:

lisangelo disse...

Soh uma correcao no texto Bala: acredito que tu cravaria na SEGUNDA opcao, a da incompetencia.

fábio balassiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fábio balassiano disse...

mancada, lisangelo!
ja corrigi
vc tem razão!
abs, fábio

Wayand disse...

Bala,
só pra registro: o monstruoso triple double de Rondo ontem. Parece que fui um recado por estar no all star...abraço.

Wayand disse...

Corrigindo: Parece que foi um recado por NÃO estar no All Star...