terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Alto-Falante

"O Sistema do Phil Jackson (o de Triângulos) não dá ao elenco de apoio muitas oportunidades. Para o Kobe Bryant é ótimo. Para Pau Gasol, idem. Mas o elenco de apoio não faz muita coisa"

A frase é de Vladimir Radmanovic, ex-Laker e agora no Charlotte - em sua estréia, ontem, ele anotou 13 pontos -, e é uma crítica ao Sistema de Phil Jackson, técnico dos Lakers. O sérvio e o treinador, como se percebe, não tinham uma relação muito amistosa, mas eu duvido que Steve Kerr, Ron Harper, Luc Longley, Robert Horry, entre outros jogadores de apoio (role players), concordem com sua afirmação.

E aí, concorda com Radmanovic?

11 comentários:

Anônimo disse...

A saída do Radmanovic foi o maior reforço trazido pelo Lakers depois que Bynum se contundiu. Já é um passo consistente em direção ao título de 2008/2009

Heverton Elias

Osama_Lakers disse...

acho improcedente o comentário do Rad - parece ex-namorada reclamando: antes tudo era bom, agora tudo é ruim...

Mr. Hill disse...

O Radmanovic tem razão.

Ele tem 9 títulos da NBA e o Phil Jackson não tem nenhum, não é mesmo?

É um brincalhão.

Francisco Mauricio Pereira disse...

Esse Radmanovic.... Não faz nada a não ser correr em volta da linha de 3 esperando a bola para arremessar! E olha que o sistema do PJ é ótimo para isso (Steve Kerr, Brian Shaw, Robert Horry, BJ Armstrong, John Paxson, Trent Tucker, Toni Kukoc, Glen Rice que o digam)...

Radmanovic... Certamente tá naquela lista dos que se acham. Talvez o nº 1.

adriano disse...

hehehehe Francisco tem razão
Esse Radmanovic é um recalcado... um fanfa!!! huahuauhauhahua

Anônimo disse...

Eu tenho que concordar que o que o Rad falou é a mais pura verdade. Só há espaço para duas grandes figuras no sistema do Triangulo. (Kobe e Shaq, Jordan e Pippen, Kobe e Gasol) O elenco de suporte faz o trabalho sujo e de quando em vez aparece, com foi o caso de muitas vezes o próprio Rad e Odom puderam se destacar.
Eu acho ele um dos melhores arremessadores da liga, e torço para que ele se de bem no Bobcats. Afinal, nao se pode esquecer que esse jogador é campeao mundial em indianápolis (2002)

Gabriel disse...

A saida de Radmanovic foi um grande reforco mesmo.Ainda mais se pensarmos que no proximo ano o time ficara livre de seu contrato de cerca de 6 milhoes de dolares.
O que eu penso:Vladimir teve suas chances e nao soube aproveitar nenhuma delas.Aquele episodio bizarro em que se envolveu em um acidente praticando snowboard ilustra muito bem seu comprometimento com a equipe e comissao tecnica.Um jogador que simplesmente nao sabe jogar para o time.No inicio dessa temporada era o smallforward titular,jogava boa parte das partidas sempre arruinava equilibrio dos triangulos quando insistia em reter a bola procurando o arremesso.Luke Walton funciona 10x mais se olharmos por esse aspecto,trabalha a bola como Radmanovic nunca consiguira trabalhar.
E ainda por cima,interpretando essa sua declaracao percebemos que ele faz juz ao apelido de "meu marciando favorito" dado pelo seu ex tecnico.Em que planeta ele vive para dizer um negocio desses?Os "role players" sao figuras importantissimas em todos os titulos de Jackson.
Na entrevista antes da estreia ele disse que prefere jogar mais tempo a participar como coadjuvante de uma equipe campea.Dizer o que?
Vai tarde.

Pedro Trindade disse...

Gabriel, concordo com tudo que vc falou, só tenho la minhas duvidas quanto ao final que vc disse:
"Na entrevista antes da estreia ele disse que prefere jogar mais tempo a participar como coadjuvante de uma equipe campea.Dizer o que?"
Acho que é fundamental o jogador estar motivado, e se determinado cara vai jogar em um time somente para descansar determinadas estrelas ou para ter um papel reduzido que seja, talvez realmente acho que seja melhor procurar outra equipe, onde vc possa ser mais útil e contribuir mais. Não que o caso do Radmanovic seja esse, estou falando genericamente.

Fabio, fica ae outro tema interessante para debate: mais vale ser campeão msm jogando pouco ou tendo papel reduzido ou jogar em um time mais fraco onde possa ter mais chances e ser mais importante?

Abraços

Gabriel disse...

Pedro,acho valida essa discussao que vc levantou,mas,a meu ver, o Radmanovic lanca uma visao distorcida sobre o seu papel no time.Ele era coadjuvante sim,afinal de contas esperava ser protagonista em uma equipe com Bryant,Gasol,Bynum e Odom?Mas de forma alguma estava ali somente para descansar os titulares.Fiz questao de destacar essa sua declaracao antes do jogo para ilustrar como ele realmente nao compreende o jogo implantado pelo Phil Jackson e a maneira que sua (ex)equipe executa o basquete.
Agora,ele nao eh nenhum cestinha que ira mudar a vida dos Bobcats,entao acho eu,deveria esperar a chance de levar um anel pra casa.Quantos tem essa oportunidade?
A saida dele pode contribuir para o grupo dos Lakers.Se alguem esta insatisfeito,tem mais eh que ir embora mesmo.E penso que o Adam Morrison tem potencial para desenvolver um basquete valida para os Angelinos.
Abraco,
Gabriel.

fábio balassiano disse...

pedro, vou pensar no tema.
ando absolutamente sem tempo, por conta do meu trabalho, mas vou tentar.
de todo modo, se quiser rabiscar algumas linhas, fique à vontade.
o espaço é seu também!

abs, fábio

Herlanildo disse...

fabio fala pra esse cara aí, que com esses triangulos foram sei titulos com o chicago e outros com o lakers...precisa nem falar mais nada