quarta-feira, 2 de março de 2011

Mal-estar desnecessário

Cheguei em casa ontem e havia uma mensagem de texto me esperando: "Compra uma camisa 15 do Splitter pra mim. Te pago quando chegar no Brasil". Era meu primo, que vive na Espanha, pedindo o novo uniforme da seleção - antes, claro, de saber que só estão disponíveis o 4 e o 11. Quando expliquei isso a ele, veio a pergunta indignada: "Tá maluco, Fábio? O cara joga pelo país há dez anos, nunca recusou uma convocação, e não tem camisa dele? Parei".

E não repercutiu mal a decisão da CBB/Nike em não comercializar outros números apenas entre o público (consumidores). Em seu Twitter, cujo fundo é uma imagem da seleção aliás, Tiago Splitter não entendeu muito bem o que acontecia por aqui. Quando expliquei acho que ele não ficou muito satisfeito: "Não tem com meu número? Vou ter que trocar de número então (risos) (...) Então, galera, no Brasil já tem camisa da seleção número 4 e 11 pra vender... Parece que a 15 ainda não tem...", disse, antes de informar que a 22 que ele usa nos Spurs pode, sim, ser comprada na loja da franquia.

Na boa, é um mal-estar desnecessário. Tiago Splitter não é apenas o melhor jogador do país nos últimos cinco, seis anos, mas (o principal) aquele que demonstra a maior vontade, orgulho e sentimento de vestir a camisa da seleção (quem não se lembra dele chorando ao lado de Moncho no Pré-Olímpico de 2008?). Que a Confederação seja no mínimo ativa e tome as rédeas da comercialização de um artigo que é seu - é o patrimônio do basquete brasileiro, oras. Se já não é agradável ficar "deixando tudo nas mãos da Nike" (um argumento patético, frágil e sem sentido), agora virou questão de honra, decência e respeito com o maior ídolo do Brasil. Ter todas as numerações disponíveis para compra é o mínimo que a gente espera.

23 comentários:

Anônimo disse...

Balassiano, ando sentindo um certo 'protecionismo' seu com os atletas que te dão atenção, seja via Twitter, seja por e-mail. 'Tá ficando feio isso...

Anônimo disse...

É isso aí, e o mesmo vale para o Huertas!!

Eu só vou comprar qdo e se tiver a 9 e a 15. E só a verde, a branca (que é mais uma engolição de sapo da cbb por causa da Nike) eu não compro nem por 10 reais.

Caio Falcão disse...

Bala, o Brasil não sabe fazer Marketing, não sabe vender camisas.. nem no futebol que é gigantesco por aqui, imagine no basquete.
Você vai em qualquer loja descente de um time da NBA (ou qualquer liga americana) ou de um time europeu de basquete ou futebol e la na lojinha você encontra TODAS as camisas de TODOS os jogadores.. se não encontra não tem como esquentar, da pra fazer na hora..
quem ja viu aquelas famosas fotos da loja do real madrid com camisas do Ronaldo, Kaká, Benzema, Sergio Ramos, Casillas entre outros uma do lado da outra em monter no espositor de cabides? pois é, na NBA tbm tem disso.. vá na loja do Knicks que você acha camisa até do Azibuke que é contratado do time mas nunca jogou!
ta na hora de aprender Brasil.. ainda mais com um cara que, como descrito no texto, fez muito pelo basquete brasileiro. chega a ser uma falta de respeito!

Anônimo disse...

Perfeito Bala.

da uma olhada no box do jogo do spurs hoje...olha a pontuação do time.

incrível.

abr
ivar

Anônimo disse...

Perfeito Bala.

dá uma olhada no box do spurs hoje...olha a pontuação do time...incrível.

abs

Adriano disse...

eu concordo em 100%, mas o Splitter é atleta Nike? tem esses rolos também... por outro lado, dava pra comprar camisa da Seleção com o nome Kaká mesmo ele sendo da Adidas...

rogerio silvestre disse...

Aqui nos Estados Unidos, vc nao encontra camisas de todos os jogadores......na verdade, no ato da comprar vc pode colocar o nome do jogador que vc queira, e o numero, e tudo certo! Claro, vai encontrar a camisa das estrelas, mas nem tudo brasileiro pode bancar uma camisa oficial_ um absurdo!

No caso do Splitter eh vergonhoso, pois o cara ja fez muito pelo brasil, e merecia ser uma estrela! Mas vamos ao ponto, num nosso pais, serah que 20 % da populacao sabe quem eh o Tiago Splitter?

Morei em Floripa, e ele eh bem festejado por la....talvez o pessoal do sul e sudeste ( quem curte basquete)tbem conhecem o Splitter, mas o restante soh compra comisa de time de football, e selacao de football, ou o que estou dizendo eh loucura de quem de esta fora do Brasil?

Entendo a sua postura e tbem me sinto triste pois sempre quis comprar uma camisa da selecao de basquete, mas a CBB/NIKE nao tem culpa, pois nao ha mercado! Produzir todas a numeracoes, e para quem comprar? Precisa antes de resgatar a paixao pelo basquete, e vender como se vende por aqui....eles confeccionam depois do pedido......!

Anônimo disse...

Bala, vc foi perfeito!

É no mínmo uma demosntração total de incompetencia tanto da Nike quanto da CBB em fazer este lançamento desta forma.....que vendessem sem numeração então.

INCOMPETENCIA pura (no mínimo).

Flavio Polete--SP

Anônimo disse...

Pô que pena.O JP Batista jogou com a 13. Como faço para comprar a camiseta dele?
rsrsrsrs

Abraços Bala
Post perfeito

Gustavo

DILSON BORGES disse...

Bala,
Entendo e respeito suas colocações e dos colegas acima! Entretanto, temos q ser coerentes e evitar ficar alimentando uma chama negativa do basquete ainda mais neste momento de ajuste e crescimento da modalidade! Querendo ou não o Marcelinho e o atleta de basquete mais conhecido em território nacional, o varejão com certeza o mais popular em geral, por conta de vários aspectos! Deveria haver camisa de todos?! Claro! Mais vamos com calma! Por outro lado, todos elogiam a nova forma de estrutura das seleções, com melhores condições de treino, visitas aos atletas nos EUA e na Europa.... Enfim! Quem será q proporciona isso tudo! ? A Nike e uma empresa mais também parceira importante e necessária neste momento! Estamo no caminho certo! Levantemos a bandeira do vamos juntos! Abraço

Di

guga disse...

Tudo bem que é uma falha da NIKE e CBB...mas é necessário vc avisar o cara??? COMO VC GOSTA DE VER O CIRCO PEGANDO FOGO...COMO GOSTA DE SEMEAR A DISCÓRDIA...FALE SOBRE VOLEI NO BLOG QUE VC AJUDARÁ MAIS O BASQUETE.

lisangelo disse...

Algum engracadinho diria que eh preciso juntar uma 4 e uma 11 pra chegar perto de uma 15. Mas nao eh por ai. O problema todo sao esses contratos malucos que o basquete anda fazendo. E sinceramente, o uniforme nem eh tudo isso.

Anônimo disse...

brilhante o texto bala!
tiago splitter e huertas merecem mais respeito!
de verdade o seu texto está perfeito

carlos (não o nunes)

Jonathan Soares disse...

Falta de Respeito Com Jogado que sempre esta servindo a Seleção, quando ele quiser recusa a seleção vão Fala que ele não respeita seleção

Anônimo disse...

Verdade Lisangelo, o uniforme da penalty era muito melhor e dava muito mais visibilidade. Tem cada uma que a gente tem que ouvir!!!abraços
paulo

Anônimo disse...

Na hora de comprar uma camisa,quem merece respeito e o comprador, as camisas devem ser vendidas sem numero, e o cara coloca o numero que ele quiser; se ele quiser por seu nome e o numero correspondente a sua idade, legal, se ele quiser colocar o nome e o numero de um jogador do passado otimo, falta inteligencia e flexibilidade.
Alem do mais, na atual situação em que esta o nosso basquete nacional, compramos a camisa por amor ao eporte e não por amor aos atletas que hoje ai estão.

marcelo marques disse...

a camisa da penalty em homenagem ao pan de 87 é mt mais bonita q essas merdas q a nike fez

enquanto a cbb for mal adm. ñ tem marketing,organização nem nda

Anônimo disse...

A camisa e cara.
Não tem a cor que mais gostamos.
E ainda serve de chacota para o pessoal do voley e outras modalidades.
Querem ações de marketing, a primeira coisa a se conquistar e respeito, não se mssifica esportes se vitorias e sem herois.

Anônimo disse...

Bala vc viu o lançamento da nova camisa do meu mengão: Jogadores antigos,taças, ídolos e consequentemente mídia. O contrário do que o Flamengo e Olympikus planejaram foi o que a CBB fez. A CBB com seu marketing e fraquíssima assessoria de imprensa não sabem nada mesmo,basta ver e comparar.O basuquete só vai melhorar quando este tipo de gente desqualificada largar o osso.

fábio balassiano disse...

vi sim.
bem legal

abs, fábio

Anônimo disse...

Bando de gente chata.
Gestao mgrego nos tinhamos uma camisa para vender e agora temos mas ainda nao esta bom.
O uniforme e Nike e com qualidade reconhecidamente boa mas nao esta bem porque nao tem amarela.
O pessoal da Nike e o responsavel pela divulgaçao do evento mas a culpa e obviamente da CBB.
Existe a camisa mas e cara....etc,etc,etc
So querem reclamar, ver o lado positivo das coisas nem pensar.
impressionante isso.
abraços
Paulo

Chizu disse...

Nike é Nike...
Ainda bem que o Flamengo mudou para a Olympikus.

Anônimo disse...

Vou boicotar! o lance é ninguém comprar e esperar que coloquem os outros números. Quando o pessoal da nike ver que não estão vendendo nada o negócio muda haahahhah