segunda-feira, 28 de março de 2011

M-V-P

Se liga na sequência do jogo de sábado entre Chicago e Milwaukee, que vencia por 87-83 quando faltavam três minutos:

-- Derrick Rose converte dois lances-livres (02:50)
-- Derrick Rose dá assistência e Noah enterra (02:28)
-- Derrick Rose converte uma bandeja (01:53)
-- Derrick Rose anota dois em arremesso (01:07)
-- Derrick Rose anota mais dois (00:42)
-- Derrick Rose Rose (oito pontos e duas assistências nos últimos três minutos) passa e Ronnie Brewer dá números rinais ao duelo em 95-87 para o Chicago Bulls (00:29)

Não é mais necessário dizer quão craque é este rapaz chamado Derrick Rose (que ontem terminou com 30 pontos e 17 assistências - máximo em sua carreira), certo? Aos 22 anos, o armador será o mais jovem a conquistar o troféu de MVP da temporada da NBA e está absolutamente pronto (se vai acontecer eu não sei, mas ele está preparado) para tentar levantar o troféu pelo Chicago Bulls (anote aí algumas coincidências incríveis: a última vez que os Bulls conquistaram mais de 50 vitórias e tiveram o melhor jogador do campeonato foi em 1998 - e eles saíram com o caneco no fim).

Os números falam muito sobre Derrick Rose (ele saltou de 20,4 pontos, seis assistências e 26,7% nos três pontos para 24,8 pontos, 7,8 passes e 33,5% nos tiros longos), mas não dizem tudo. Rose hoje é um armador consistente (em 12 dos últimos 13 jogos ele teve 20 pontos ou mais), consciente de seu papel e com espírito de liderança apurado (seu senso de urgência, para usar um termo da moda, é excepcional). Os playoffs não começaram, ele pode não jogar nada por lá, mas a sua evolução é assustadora. Repito: ele tem 22 anos. E merece ser MVP.

9 comentários:

Anônimo disse...

Coisa linda!!! Rose é um animal, humilde, uma VERDADEIRA estrela!

marcosfleal disse...

Belo texto e mostra que o Bulls mais uma vez tem um monstro de jogador e que na hora irá decidir e com certeza irá arrebentar. Vale lembrar que o Rose, no seu 1º playoff bateu o recorde de pontos de um calouro na NBA e o jogo foi contra ninguém menos o Boston e na casa do adversário

marcosfleal disse...

Belo texto onde mostra claramente um jogador que cresce nos momentos decisivos e que tem tudo p/ arrebentar nos playoffs.
Vale lembrar que o seu nome já está marcado na histíria da NBA por ser o calouro a marcar mais pontos no mata mata, na maior série de playoffs de todos os tempos

Celsinhu disse...

ótima colocação bala...e ele SÓ tem 22 anos...tem muito pra crescer ainda...é um monstro...

Will disse...

tem tudo para virar uma lenda... joga muito...

Bala, é verdade q o Rajon Rondo pediu dispensa da seleção dos EUA no mundial da Turquia de 2010, pq seria reserva do Rose?? (pq se for verdade, é pura falta de humildade)...

abs
Will

Wayand disse...

Belo texto, FB. Concordo em tudo, mas deixo uma pergunta: vc acha que ele ja tem o mesmo poder de decisão de um Kobe, Wade e Pierce ou teremos que ver essa resposta daqui 2 ou 3 meses, quando acabarem os playoffs?
Abraços.

Lucas disse...

Ele tá jogando muito!
É MVP certo. campeão? Aí não tenho tanta certeza, mas bola pra isso o Chicago tá jogando e craque pra decidir no estouro do relógio tb tem.
Os Playoffs desse ano prometem!
Tem, no mínimo 5 franquias q podem levar o título.

Mudando de assunto, Bala, tive no Tijuca ontem pra ver FlaXBrasília.
A quadra do Tijuca tá horrível!
Eles fizeram as novas marcações por cima das antigas tá uma confusão no garrafão e na linha de 3! Feio mesmo.
Do jogo posso dizer q o flamengo ganhou pq o Brasília não entrou em quadra. Só o Alex q tava jogando.
Guilherme apagado. Só apareceu pra reclamar da arbitragem, Nezinho idem, Artur deu até showzinho chutando a bola pro alto.
Anfim, o Brasília não jogou nada.
Quanto ao Flamengo, mesma coisa dos outros jogos, pouca defesa, pouco trabalho de bola e muitos arremessos precipitados. Quando o time está com a mão boa o Flamengo vence quando está mais ou menos fica difícil e quano está mal não ganha de jeito nenhum!

Tá difícil de ver um jogo do Flamengo sem ficar com raiva do Marcelinho, do Duda ou do Hélio.

fábio balassiano disse...

will, não, não é verdade. rondo tava com problemas pessoais e sem cabeça alguma pra jogar.

fw, rose AINDA não tem. mas pode criar. lembre-se que o kobe não chegou à nba com o instinto assassino ligado.

abs, fábio

João disse...

O pessoal adora falar do Rose, mas esquecem que o Westbrook tem números iguais e até melhores que o do Rose, ontem contra os Blazers tambem apareceu no final e decidiu o jogo e nos jogos do Thunder sem o KD ele comandou o time e só perdeu uma, em cinco jogos, ele tem menos mídia, mas pode ter certeza que é do mesmo nível que o Rose