sexta-feira, 19 de junho de 2009

Rotina

Depois de a seleção brasileira adulta perder, constantemente, para os rapazes de Porto Rico, agora vejo que estamos sendo derrotados pelos mesmos rivais nas competições de base. Ou seja: além do "sempre temido" Uruguai, temos que nos preocupar com os amigos do Arroyo e Ayuso. É demais para mim!

A derrota da vez veio com a Sub-16 (83-81, ou qualquer coisa que o valha, já que o site da CBB é de uma confusão incrível, e o da competição não é atualizado com frequência - confira o post abaixo) que disputa a Copa América na Argentina - na estréia, previsível derrota de 110-82 para os EUA. Com três vagas em jogo para o Mundial da Categoria no próximo ano, fica difícil de acreditar que os comandados de Raul Togni Filho (foto) conseguirão vencer a Venezuela nesta sexta-feira por mais de oito pontos, se classificar e provavelmente passar pelos donos da casa na semifinal ou pelo Canadá em um eventual jogo de terceiro lugar.

Alguém aí consegue se animar com o futuro da modalidade no país? Aonde está o presidente Carlos Nunes em uma hora dessas? Será que é preciso esperar mais para começar a limpar tudo? O tal "voto de confiança" àqueles que remanescentes da gestão Grego na tropa atual será visto até quanto? A caixinha é de vocês!

17 comentários:

Anônimo disse...

Mas também , quem é RAUL TOGNI FILHO??????? além de ser pai do jogador Raul Togni Neto, que aos 17 anos já foi convocado para a seleção adulta, sem sequer ter obtido resultado descente em sua categoria sub-17, que fracassou no Uruguay.

Enquanto o basquete estiver assim, continuaremos muito, mas muito mal.
Hoje, somente nas Américas, já somos FREGUESES de USA, Argentina, Uruguay e Porto Rico........que lástima, que vergonha.........DÁ DÓ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

BRUNO

Isto é só o começo,ou vamos esperar o que? de uma Confederação,em que um homem vindo do voleibol,e que nunca teve espaço lá,esta mandando.Vamos esperar O QUE? Em uma CBB que como primeira e única atitude foi colocar a Hortencia para muito oba oba e não sei se funcionando,estive comparando as CTS do feminino,e modificação praticamente uma saida do Luis Claudio Tarallo e entrada da Janete.No Masculino então nada de nada mudou,então ficamos na espera,e na expectativa,talvez em outro lance de marketing,tragam o Oscar para Diretor Masculino e colocam o Marcel de assistente do Moncho e tirem o André Germano e o coloquem na sub 15.

daniel disse...

Gente a coisa no brasil só vai mudar quando essa geração de dirigentes estiver toda morta!
Não se consegue uma mudança pra melhor o que resta é esperar que todos morram de velhice para sonharmos que o basquete para nossos filhos e netos seja diferente.

Nosso presidente esteve no comando da confederação do RS durante um tempão, agora me digam o RS é o exemplo de gestão em basquete do brasil?

daniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Qual a bagagem do técnico Raul Togni? para dirigir uma seleção brasileira sub-16.
(Campeão mineiro cadete????).

É impressionante o amadorismo com que é tratado o basquete de base.......este será o futuro do país!!!

Infelizmente por situações assim é que hoje perdemos (SEMPRE) para USA, Porto Rico, Argentina e até Uruguay.

CBB---Brunoro(???!!) FAÇA ALGO IMEDIATAMENTE!!!

sta.ignorancia® disse...

Perdeu pra EUA e Porto Rico e ainda tem chances de se classificar? Duvido!

Acho que deveriam trazer técnicos estrangeiros pra treinar a base, tanto no masculino quanto no feminino, definitivamente não temos técnicos!

peter schiling disse...

O problema não é apenas na seleção. Toda a categoria de base brasileira está muito fraca, a estrutura da maioria dos clubes é sofrível e o preparo da grande maioria dos técnicos é ridículo.

Não temos material humano bom o suficiente para competir com as principais seleções do mundo. O basquete atual jogado na FIBA é muito diferente do praticado no Brasil. Não acompanhamos essas mudanças, hoje em dia jogamos um basquetebol de muito pouca marcação, o que é imperdoável em competições internacionais.

Para que possamos efetuar mudanças reais e efetivas precisamos alterar a mentalidade dos jogadores, técnicos e amantes do basquete e nos render ao fato que estamos em um caminho errado. Eu sei que esse tipo de mudança cultural é muito difícil, até pq temos muita tradição e história neste esporte, mas acredito que com bastante intercâmbio com outras culturas de basquete e a ida de jogadores brasileiros para o exterior podemos dar os primeiros passos para uma nova era do basquete brasileiro.

Luiz Eduardo disse...

Trazer um técnico estrangeiro para a seleção de base para que?
Ele vai passar quanto tempo com o garotos? Uns dois meses no máximo.
A formação nossa esta errada!Quando o garoto tem seus 13 anos ja começa aprendendo tudo errado.
No Arena SportV, a Paula disse que a qulificação do que querem ensinar basquete para a molecada é muito deficiente.
Em resumo, não adinta ficar nos preucupando com o telhado se o alicerce da casa esta podre.

Anônimo disse...

Enquanto os jogadores da categoria de base acreditarem que bons jogadores são só aqueles que pontuam (cestinhas)....estaremos nesta M...

Chega de grandes "promessas" na categoria infanto, cadete e Juvenil....Jogadores que marcam 30 pontos de média em seus campeonatos regionais, são mimados pelos técnicos ; e qdo começam a competir a nivel internacional dão no VEXAME que estamos vendo nas seleções SUB- 16 E SUB-17.......perdendo de Uruguay e Porto Rico (sem falar de Argentina e USA).

JOGADOR DE BASQUETE TEM QUE SABER MARCAR........E RESPEITAR ESTRUTURA TÁTICA EM QUADRA.

Quer ser show-man vá buscar uma vaga ho Globtrotters!!!

Anônimo disse...

Enquanto os jogadores da categoria de base acreditarem que bons jogadores são só aqueles que pontuam (cestinhas)....estaremos nesta M...

Chega de grandes "promessas" na categoria infanto, cadete e Juvenil....Jogadores que marcam 30 pontos de média em seus campeonatos regionais, são mimados pelos técnicos ; e qdo começam a competir a nivel internacional dão no VEXAME que estamos vendo nas seleções SUB- 16 E SUB-17.......perdendo de Uruguay e Porto Rico (sem falar de Argentina e USA).

JOGADOR DE BASQUETE TEM QUE SABER MARCAR........E RESPEITAR ESTRUTURA TÁTICA EM QUADRA.

Quer ser show-man vá buscar uma vaga ho Globtrotters!!!

Anônimo disse...

não é só isso, outros estados que não sejam o de sampa, são substimados por tecnicos de outros estados.
não que são paulo faça um trabalho melhor ou pior, mas chega a ser ridiculo, o grande numero de atletas convocados. de sampa

marcelo marques disse...

alguem pode me dizer pq o henrique coelho não esta sendo aproveitado?

senão for nda medico pq naum aproveitou pra levar algum pivo mais alto

uma semana antes da copa america o treinador disse q o time iria iniciar com

henrique coelho,gustavo de paula,eduardo minuci,igor avelino e lucas mucoucah

ou escreveram errado ou é problema medico

ou então o tecnico é louco é o q eu mais acredito

Anônimo disse...

de novo......QUAL O CURRICULO DO RAUL TOGNI FILHO PARA DIRIGIR UMA SELEÇÃO DE BASE?????????????????????????

Anônimo disse...

PERDEMOS tb da Venezuela.

QUE V E R G O N H A!!!!!!!!!!

marcelo marques disse...

perdeu não tomou uma surra

o minimo q se espera é a demissão do treinador

pq naum tentar o marcel q quer tanto uma chance vamos ver se ele aproveita

olhando o site da confederação e as estatisticas o melhor jogador do campeonato em aproveitamente e assitencias foi yanko lessa do rio de janeiro pq ele não foi convocado?

marcelo marques disse...

campeonato brasileiro da categoria entenda-se

bala seria legal vc fazer uma entrevista com o treinador

Anônimo disse...

A pergunta que não quer se calar.....quem é esse tal de Raul Togni,como treinador de Basket????
qual seu histórico??títulos??jogadores que formou??
Essas comissões técnicas das Seleções de Base Brasileira são deploráveis e sem nenhuma credibilidade.