quarta-feira, 1 de junho de 2011

Miami sai na frente

Não foi uma partida brilhante (nem de um lado e nem de outro), os dois times erraram horrores (em arremessos, em rotações e em tomadas de decisões) e até os técnicos não estiveram muito felizes (principalmente Rick Carlisle, que não usou a sua famosa defesa por zona - e isso eu não entendi até agora), mas anote aí que o Miami Heat fez 92-84 no Dallas, abriu 1-0 na decisão da NBA e deu um ótimo passo para conquistar o segundo título da franquia. O cestinha foi Dirk Nowitzki, com 27 pontos, e Lucas Candemil é o vencedor da bola oficial da Nike - parabéns, rapaz!

Pelo Miami, Chris Bosh esteve bem (18 pontos, nove rebotes e excelente defesa a Dirk Nowitzki quando solicitado), Wade e Lebron foram Wade (15 dos 22 pontos na segunda etapa) e Lebron (24 pontos), as bolas de três caíram (11-24), a defesa fluiu terrivelmente bem (excelentes rotações, hein!) e até o banco de reservas, tão criticado, esteve acima das expectativas (27 pontos e 15 rebotes contra 17 pontos e oito rebotes dos texanos). Pelos Mavericks, Dirk não esteve mal com 27 pontos, mas viu Jason Terry e Peja Stojakovic, que vinham acertando tudo nos playoffs, errarem a mão de longe (3/13 pra dupla). Na marcação, o Dallas permitiu infiltrações (fato raro), deixou Tyson Chandler exposto e não usou a defesa por zona em muitas ocasiões (quando o fez, no segundo período, anotou nove pontos seguidos - quatro em contra-ataques gerados pela pressão nos rivais).

A série permanece em Miami, e na quinta-feira teremos o jogo 2. Nova vitória aproxima os Heat ainda mais do título. Se o Dallas quiser algo na final, que melhore muito, muito mesmo (hoje não pareceu o time que colocou todos no Oeste no bolso). E aí, amigo leitor, viu o jogo? Comente na caixinha aí então!

16 comentários:

marcelo alves disse...

É, pelo visto o Dallas vai ficar mais um tempo na fila

Pedro disse...

Ter Dwyane Wade e LeBron James para o último período, além da ajuda do Chris Bosh. Isso vai bastar para o Heat ser campeão.

Wade destruiu no último período hoje. Toco, rebotes, assistências, pontos... Vai ser difícil para o Mavs.

Anônimo disse...

esse miami vai da uma dor de cotovelo em tanta gente...

Harley disse...

O Heat mereceu a vitória. As estrelas jogaram em um bom nível e o resto do elenco ajudou da maneira que pode. Já o Dallas não aproveitou as boas atenções de Nowitzki e Marion, pois o banco foi incompetente. Barea, Peja e Terry pouco contribuíram.

No mais, final muito morna. Já fiquei com saudades de 2010.

Anônimo disse...

Lebron 24 pontos
Wade 22 pontos
Bosh 19

É o que foi dito no início da temporada. O Heat tem dois dos três melhores jogadores da atualidade e 3 dos 10 melhores, no auge de suas formas físicas. Caso esses três jogadores joguem bem, (fato que ocorreu essa noite) o Heat já se torna melhor que qualquer time atual, mesmo que seu quinteto não seja equilibrado.

Heverton Elias

Felipe P disse...

Vc errou nos numeros, Bala. Bosh fez 19 pts, e não 24. Ele foi 1-8 acho no segundo tempo e ficou nos 19. LeBron ficou com 24, 9 e 5 e Wade com 22, 10 e 6. e com aquele final de wade e james e esses numeros, vc se quer citou os dois po, como assim ? hahahahaha É O SONO NÉ...

abrass

alberto disse...

Ñ entendi nada disso, vc se quer cita Wade e James, os que decidiram o jogo. bosh fez 19.

Baralhão disse...

O Bosh voltou ao seu nível mosca morta, você deve estar se referindo ao Lebron. O Bosh toma tocos em que parece um juvenil contra um adulto, e foi o único jogador do Miami protegido pela arbitragem. A grande jogada dele no jogo foi aquela ponte aérea que ele impediu, pena que era a favor do Heat...

E parabéns pelo odiado(por mim) Spoelstra. Se o Miami não tem jogadas completas treinadas no ataque, pelo menos ele está mudando jogadores com muito brilho, inclusive escolhendo muito bem quem marcava o Nowitzki em cada momento.

O Lebron acertando tudo de três é demais, parece que ele treinou escondido, e guarda tais arremessos pros momentos delicados do jogo, fantástico!

E o Dallas só vira no último quarto com o Dirk forçando, nada de Terry. Vejam o jogo um contra o Lakers, onde ele vira o jogo praticamente sozinho. Ontem ele não teve chance de fazê-lo porque não lhe deram volume de jogo no final, quando ele atacou, correspondeu.

fábio balassiano disse...

Sono, pessoal!
Corrigi lá o bosh.
Obrigado.

Fabio

Peterson disse...

07:06 e vc tá de pé? caiu da cama ou nem pra ela foi? rsrsrs... Tá começando a parecer que pra ganhar a NBA as coisas se simplificaram, enquanto a maioria fica correndo atras de peças cirurgicas aqui e acolá, outros poucos vão lá pegam 3 all-star e conquistam os anéis no bom sentido é claro.

Anônimo disse...

Dirk Yellowitzki em ação...

Ederson disse...

Jason Terry e principalmente Jason Kid ... esses dois atletas precisam participar muito mais nos próximos jogos para garantir o equilíbrio do confronto ... só Dirk não vai dar para levar.

Bruno Maia disse...

como assim o Dallas não marcou a famosa zona??? então assistimos jogos diferentes. O problema é que quando marcaram zona, o Miami meteu um monte de bolas de 3 pontos e com jogadores diferentes, Miller + Chalmers + James, aí não tem zona que aguenta, além de que essa zona só fica boa com o Tyson Chandler no meio dela, e este ficou pendurado com faltas.

fábio balassiano disse...

então vimos, bruno.
marcou apenas no 2º quarto (cinco minutos) e mais três no terceiro período.

abs, fábio.

Bruno Maia disse...

Uma coisa é marcar zona e saber localizar de onde vem os arremessos, como no caso contra o Thunder( James Harden + Durant), outra é não saber de onde vem, quando o Dallas marcou zona, o Heat tinha na quadra dois ótimos arremessadores de média distancia(Bosh e Haslem), Lebron e Wade e o tal de Mario Chalmers ainda me faz 2 bolas de 3 pontos nesse período. Na boa, acho que o Dallas vai dificultar muito a vida do Miami ainda, mas não vai ser a defesa por zona que vai ser o diferencial.
abs

Anônimo disse...

O problema foi o troféu tatuado no braço direito do Terry que pesou no segundo tempo, bem que ele podia ter tatuado no braço esquerdo que atrapalhava menos o arremesso, hehehehe.